Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Ana Paula Valadão será investigada por homofobia após denúncia de ativista

Foto: reprodução/Youtube
Postado em: 02/12/2020

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

 

Ana Paula Valadão, 44, vai ser investigada por homofobia. O Ministério Público Federal acolheu uma denúncia contra a cantora gospel, que fez declarações relacionando homossexualidade e Aids. "Isso [a homossexualidade] não é normal", afirmou. "Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos."


"A Bíblia chama de qualquer opção contrária ao que Deus determinou de pecado", continuou. "E o pecado tem uma consequência que é a morte. Taí a Aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres, enfim... Não é o ideal de Deus."


A fala foi dita durante o Congresso Diante do Trono, em 2016. Contudo, neste ano ela voltou à tona após viralizar na internet. A reportagem tentou contato com a cantora, mas ainda não teve retorno.


Em setembro, após ver o vídeo com a declaração da cantora, o ativista LGBTI+ Agripino Magalhães fez uma denúncia ao MP de Belo Horizonte pedindo que o órgão apurasse crime de homofobia. Em novembro, o procurador Helder Magno da Silva determinou a abertura de inquérito contra a cantora.


"Remonta à década de 1980 a narrativa da Aids como ´doença/câncer/peste gay´ ou mesmo ´castigo de Deus´, que se baseava na desinformação sobre o vírus e desconhecimento sobre a doença", escreveu no pedido. "Tal concepção, inclusive, foi há muito superada pelo conhecimento médico-científico."


"A situação, na forma em que foi narrada, caracteriza-se como ´discurso de ódio´, restando ao Estado o dever de proteger as vítimas e responsabilizar os infratores, de maneira que essa atuação é ainda mais necessária no atual cenário brasileiro", prosseguiu.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Reino Unido eleva nível de ameaça de terrorismo para "grave"

Saae inicia obras de ampliação do sistema de drenagem na zona oeste

GCM apreende mais de 200 quilos de maconha que estavam enterrados em mata

Traficante é detido próximo a Centro de Educação Infantil no Nova Esperança

Polícia prende mais um envolvido em roubo de ouro em Guarulhos

Vigilância Sanitária interdita clínica terapêutica após denúncia de maus-tratos