Em Sorocaba, a Nucleon Radioterapia e Física Médica tem tratamento em radioterapia considerado de padrão internacional, por meio do Acelerador Linear Elekta Synergy, que possibilita três novos tratamentos: Radiocirurgia, Radioterapia guiada por imagem (IGRT) e Arcoterapia Volumétrica Modulada (VMAT).
“A aquisição desse equipamento abre um novo capítulo na história da radioterapia em nossa região. Ele possui um sistema digital para radioterapia guiada por imagem tridimensional que permite visualizar alvos tumorais e tecidos saudáveis em duas e três dimensões, corrigindo e avaliando os movimentos do paciente entres as sessões de tratamento”, comenta José Carlos Menegoci, diretor da Nucleon.
O novo serviço vai integrar as técnicas já existentes IMRT, radioterapia conformada tridimensional, elétrons e betaterapia.
Com esse acelerador, a cidade de Sorocaba se equipara aos grandes centros de tratamento de radioterapia, como São Paulo, Campinas, entre outros.
Um exemplo é a radiocirurgia estereotáxica (SRS), que permite associar diferentes áreas de neurocirurgia, radio-oncologia e física médica. Por meio do tratamento pode-se inativar ou erradicar um tumor ou um alvo específico no cérebro ou coluna vertebral. Também proporciona a localização exata da área a ser tratada. É administrada entre uma e cinco sessões.
Com a chamada Arcoterapia Volumétrica Modulada – VMAT pode-se esculpir a dose de radiação e distribuí-la com uma rotação do equipamento de 360 graus, girando em torno do paciente por várias vezes e tratando o tumor em diferentes ângulos. Entre as vantagens estão: fornece alta precisão de dose e encurta o período de tratamento.
Já a radioterapia guiada por imagem localiza de forma mais precisa a área a ser tratada, visando uma maior precisão, mostrando que o tumor está incluído no campo de irradiação durante os dias de tratamento. Isso permite correções importantes, principalmente quando existem mudanças de posição devido a movimentos respiratórios.