Por Cida Muniz

A sessão da próxima quinta-feira (9) da Câmara Municipal de Sorocaba vai ser complexa, em razão de três projetos de lei do Executivo que serão apreciados pelos vereadores e mexe diretamente na vida financeira dos funcionários públicos municipais.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Salatiel Hergesel, os três projetos tiram direitos dos trabalhadores, sendo um deles a redução da licença prêmio; no outro projeto é retirado o direito dos décimos (incorporação) e outro reduz o salário de alguns servidores.

Para Hergesel, o Executivo não discutiu com os servidores e nem com os vereadores esses projetos e, conforme o dirigente sindical, o presidente da Câmara, vereador Rodrigo Manga (DEM), já se posicionou contra os projetos e o vereador José Francisco Martinez (PSDB) declarou à reportagem que não votará a favor desses projetos que prejudicam os servidores.

Hergesel lembrou que os servidores não estão tendo a reposição da inflação e todo projeto que chega à Câmara é para retirar direitos. Para o presidente, o que deveria ser revisto é o plano de carreira do servidor, o que poderia resolver questões pontuais de pessoas que aposentam com altos salários.

Outro ponto abordado com o presidente do Sindicato é a incorporação salarial de funcionários que passam a atuar em cargos comissionados e, após seis anos têm os salários incorporados. Hersegel concorda que pode haver distorções e que poderiam se voltar a incorporação a partir de 10 anos, mas de alguma forma valorizando esse servidor.

6 Comentários

  1. ELES TEM QUE VOTAR A DIMINUIÇAO DO SALARIO DO PREFEITO QUE É 28.000 MIL REAIS UM ABSURDO.

  2. Meu quanto bandidagem si sacanagem tem que acabar até mesmo este sindicato

    • Talvez algumas aulas de redação tornassem seu ridículo argumento menos risível.

Comments are closed.