Santa Casa decide fechar as portas por faltar gases hospitalares para a UTI

A Santa Casa de Sorocaba divulgou que não receberá mais nenhum paciente a partir das 20 horas deste sábado (26). O motivo é a falta de gases hospitalares para abastecer e atender 33 pacientes internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital.

De acordo com o padre Flávio Jorge Miguel Júnior, às 20 horas deste sábado o percentual de oxigênio que atende os entubados estava em 58%, podendo zerar na terça-feira (29).

Um dos principais problemas relacionados à situação é que a Santa Casa recebe pacientes transferidos de UPHs (Unidades Pré-Hospitalares) do município, por meio da central de regulação de vagas. A respeito disso, o padre disse ter telefonado para a secretária da Saúde, Marina Elaine Pereira, e relatou que ela disse compreender e estar de acordo com o decidido pelo hospital.

A empresa responsável pelo serviço não conseguiu fornecer os gases hospitalares provavelmente por conta da situação das rodovias bloqueadas por meio da manifestação dos caminhoneiros que acontece no estado de São Paulo. Entretanto, ela garantiu que entregará o produto ainda neste domingo (27). Assim que chegar, o hospital volta a abrir as portas para novos pacientes.

Neste sábado à noite, o prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), deve apresentar um plano de gestão de crises junto a seus secretários de governo. A imprensa foi convocada. A informação é de que o padre Flávio foi excluído da convocação e não participará do encontro.