Talita Fernandes, FOLHAPRESS

Numa tentativa de se aproximar do público jovem, o presidente Michel Temer gravou vídeos nesta terça-feira (15) afirmando que aproveita as horas vagas para assistir séries. Ele disse ter visto, por exemplo, “A Casa de Papel”, programa cuja trama é baseada em assaltantes que se trancam como reféns na Casa da Moeda espanhola.

A declaração foi dada a Nina França, personagem criada pela equipe que cuida das redes sociais do Palácio do Planalto para divulgar as ações do Palácio do Planalto em linguagem mais descontraída e direcionada a jovens.

Dois pequenos vídeos foram publicados nesta terça nas redes sociais do presidente, mesmo dia em que ele celebrou dois anos à frente do governo. Em ambos, Nina aparece conversando com o emedebista em seu gabinete. “Quando o senhor não está trabalhando, o que o senhor faz?”, pergunta.

“Eu leio muito, mas vejo muitas séries. Eu vi uma série sobre o [Donald} Trump, uma série interessante, de quatro capítulos. Assim como aquele…a Casa de Papel, e outras tantas séries que eu vi ao longo do tempo”, responde Temer.

Em adaptação a uma linguagem descontraída e jovem, ele diz pausadamente ter visto um documentário M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O.

“Vale a pena olhar, porque você fica tendo contato com fatos reais, mas por meio de uma série, que é uma coisa que eu vejo muito. E livro eu leio muito.”

Nina pede que Temer grave então uma mensagem para aqueles que acompanham o canal do Twitter.

Em resposta, ele pede “otimismo”. “Otimismo, viu, especialmente à juventude. Nós dependemos muito da juventude. Eu estou dizendo uma coisa que é muito obvia, mas é verdadeira. Quando eu era muito jovem, eu acreditava muito no futuro, especialmente o futuro do Brasil porque o futuro do brasil depende muito de vocês.”

O emedebista afirmou ainda que ser presidente exige muita “responsabilidade, serenidade e equilíbrio” e disse trabalhar das oito da manhã à meia-noite todos os dias.

Os programas começaram a ser veiculados na semana passada nas contas do governo nas redes sociais. Com elevado tom de rejeição -70% de acordo com Datafolha- Temer tenta melhorar sua popularidade.

Nina é a personagem central dos vídeos e em todos ela aparece segurando uma câmera, tentativa de dar a impressão de ser um vídeo caseiro, feito por um celular pessoal. Os cenários são locais do Palácio do Planalto, que mudam a cada dia a depender do tema. Nas mensagens, ela convida a interação de usuários por meio do envio de dúvidas e sugestões com a hashtag #FalaGoverno.