França afirma que estuda pedir um atestado de “sanidade mental” do prefeito

Vereador Francisco França / Foto: Julio Salvo

Por Cida Muniz

O vereador Fernando Dini (MDB) foi o primeiro a ocupar a tribuna da Câmara Municipal de Sorocaba, na sessão desta quinta-feira (17), para criticar o fechamento da UPH (Unidade de Pronto Atendimento) da Zona Leste, administrada pelo BOS (Banco de Olhos de Sorocaba). Dini não se conformou com a notícia do fechamento e deixou claro que lutará para que isso não ocorra.

Mas foi o vereador Francisco França (PT) que fez críticas mais ferozes. O petista propôs que não seja votado nenhum projeto do Executivo enquanto o prefeito não apresentar uma solução para que a unidade de saúde da Zona Leste não seja fechada.

França, que na sessão da última terça-feira disse que o prefeito deveria tomar Gardenal, corrigiu a questão, dizendo que deveria tomar Lexotan. Na sequência, o petista disse que estuda com os seus advogados entrar com um pedido para que feito um exame de “sanidade mental” do prefeito.

O vereador Wanderley Diogo (PRP), morador da região da zona Leste fez críticas ferozes ao fechamento, considerando incabível a atitude.

Vereador Wanderley Diogo / Foto: Julio Salvo

O vereador Hudson Pessini (MDB), voltou a criticar a secretária da Saúde Marina Elaine Pereira, dizendo que “ela não entende nada de saúde, que deveria sair, pois não tem capacidade para ocupar a pasta”.

Situação

O vereador Irineu Toledo (PRB) ocupou a tribuna, provocando a ira dos funcionários do BOS (Banco de Olhos de Sorocaba) que serão demitidos se for fechada a unidade de saúde e também os funcionários públicos, porque estes não querem que seja instituído a terceirização.

Foto: Julio Salvo

Toledo afirmou que ontem os que eram contra a terceirização, agora são a favor da administração realizada pelo BOS, que é terceirizada. Em meio as vaias, Irineu abandonou a tribuna deixando claro que esta também é a opinião do Executivo.

O novo presidente do Conselho Municipal de Saúde, Milton Sanches, em entrevista à reportagem, se colocou contra o fechamento da unidade e quer informações sobre o tema da secretária da Saúde. O atual presidente do Conselho, Francisco Valério, também considera totalmente errado o fechamento da unidade, que irá piorar ainda mais o atendimento da saúde na cidade.

Foto: Julio Salvo

5 Comentários

  1. cada dia que passa vejo que nossa Câmara Municipal é pequena e que nosso Prefeito esta despreparado para Governar, infelizmente ainda temos estes malditos sindicatos, até quando iremos nos calar. Todos querem um pedaço do bolo mas não fazem nada.
    Estou preocupado, alguns manés de plantão irão dizer o que você esta fazendo , e Eu digo trabalhando e produzindo e pagando meus impostos.

  2. VAI DAR POSITIVO O RESULTADO DO EXAME MENTAL DO CRESPARALHO!!!!!!!!!11!!!!!!!!!

  3. A cidade não precisa de bravatas de púlpito ou de um psiquiatra para o executivo…
    O que realmente nós estamos precisando é da ajuda dos Srs procuradores.
    Srs Procuradores : nada disso que se lê e ouve ultimamente nessa cidade chama a atenção dos Srs ? A declaração de que uma UPH será “substituida” por uma unidade que SÓ FUNCIONA À NOITE E FINAIS DE SEMANA não deve ser questionada ? Nenhum dos Srs vai verificar a capacitação técnica e humana dessa “substituta” para constatar a enorme inverdade (mais uma) por detrás das declarações do Paço ?
    UBSs, Srs , até dentro de sua descrição legal, horário de funcionamento e capacitação, JAMAIS terão a capacidade de substituir uma UPH.
    Quem realmente será beneficiado com a assinatura de novos contratos de “gestão compartilhada” ?
    Srs : por favor façam alguma coisa por nós !

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here