Criador da ‘lei de Godwin’ diz ser aceitável chamar Bolsonaro de nazista

Foto: reprodução/Facebook

FOLHAPRESS

O advogado americano Mike Godwin, conhecido por ter formulado a “lei de Godwin”, disse nesta terça-feira (16), em sua conta no Twitter, ser aceitável suspender suas próprias palavras e considerar o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) um nazista.

Godwin ficou famoso por formular em 1990 uma frase que critica a banalização de analogias nazistas em discussões na internet, uma espécie de preguiça intelectual de quem compara qualquer opositor a Adolf Hitler. “Conforme uma discussão online se prolonga, a probabilidade de uma comparação envolvendo nazistas ou Hitler se aproxima de um”, diz a “lei” do americano.

No Twitter, Godwin publicou uma foto com a hashtag que simboliza a aversão ao capitão reformado, #EleNão. Um seguidor o questionou: “Só pra ficar claro, é ok chamar Bolsonaro de nazi?”. O advogado respondeu, em português, que sim.

Godwin já havia revogado a própria “lei” ao criticar o americano Donald Trump. Escreveu para o jornal Los Angeles Times artigo em que critica o presidente dos Estados Unidos e diz que a máxima criada por ele não proíbe o paralelo com Hitler.

4 Comentários

  1. Traduzindo…. um “Zé Ninguém”, que se acha o mais “foda” do planeta falando sobre algo que desconhece totalmente…. em resumo: ‘TOTAL IDIOTA”

    • uhahuauhauh o Mike Godwin é um zé ninguém para os bolsominions, é muito querer louvar o deputado federal mesmo? o brasileiro adora escolher bandidos

Comments are closed.