Alckmin fica empatado com Bolsonaro e Marina em São Paulo

Alckmin, Bolsonaro e Marina lideram intenções de voto em São Paulo

Bruno Boghossian, FOLHAPRESS

O ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) inicia a corrida presidencial com dificuldades em seu reduto político. A última pesquisa Datafolha revela que o tucano aparece empatado com Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) no estado que governou por quase 14 anos.

O levantamento mostra que Alckmin tem a preferência de 16% dos eleitores paulistas no cenário em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é substituído pelo ex-prefeito da capital Fernando Haddad (PT). Ele aparece tecnicamente empatado com Bolsonaro (16%) e Marina (13%).

O trio fica à frente de Joaquim Barbosa (PSB), que tem 11%, e de Ciro Gomes (PDT), com 8%. Um percentual de 16% dos eleitores disse votar em branco ou nulo.

Alckmin supera Bolsonaro numericamente apenas em cenários que têm Jaques Wagner, ex-governador da Bahia, como candidato do PT, ou quando os petistas não têm um nome próprio na corrida. Nesses casos, o tucano tem 17% em São Paulo e o deputado do PSL aparece com 16% –ambos tecnicamente empatados com Marina Silva (14%).

Para a equipe Alckmin, um bom desempenho em São Paulo é crucial para turbinar sua candidatura presidencial, uma vez que os tucanos preveem dificuldades para crescer em outras regiões.

A candidatura de Ciro Gomes, ex-governador do Ceará, e a força retida pelo PT no Nordeste pode impor um teto ao crescimento de Alckmin nesses estados. No Sul, a candidatura de Alvaro Dias (Podemos) é vista como um obstáculo para a entrada do tucano.

O objetivo do PSDB é crescer em território paulista para compensar os entraves esperados nesses locais.

São Paulo concentra 23% do eleitorado do país, o que significa que cada 10 pontos conquistados por Alckmin em seu próprio estado representaria cerca de 2,3 pontos a mais na disputa nacional. Em uma eleição pulverizada, esses avanços podem fazer diferença na competição por uma vaga no segundo turno.

LULA E CAPITAL

Em outros cenários pesquisados pelo Datafolha, o ex-presidente Lula lidera no estado de São Paulo. O petista aparece com 20% das intenções de voto em um dos quadros, seguido por Bolsonaro (14%), Alckmin (13%), Marina (11%) e Joaquim Barbosa (11%) –todos tecnicamente empatados. Em seguida, Ciro tem 6%.

Na capital paulista, Lula também aparece na frente, com 23%. Atrás dele, vêm empatados Joaquim Barbosa (12%), Alckmin (11%), Bolsonaro (10%), Marina (10%) e Ciro (7%). Votos em branco e nulos somam 14%.

Com o ex-presidente fora da disputa, há outro empate entre múltiplos candidatos: Marina (13%), Barbosa (13%), Alckmin (12%), Bolsonaro (10%), Ciro (9%) e o petista Fernando Haddad (7%).

O Datafolha ouviu 1.954 eleitores em 68 municípios de São Paulo de quarta (11) a sexta-feira (13). A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. Na capital paulista, foram entrevistados 1.031 eleitores, e a margem de erro é de três pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número SP 04706/2018.

1 Comentário

  1. Um candidato condenado que cumpre pena , em regime fechado tem quase o dobro de intenções de voto que o segundo possível candidato , inacreditável , haverá o dia que o Sargento Garcia prenderá o Zorro.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here