Jovem espancada e morta pelo namorado é sepultada em Sorocaba

Na tarde desta quinta-feira (12) foi sepultado o corpo de Patrícia Mitie Koike, de 22 anos.  A jovem foi espancada e morta na noite de segunda-feira (9), pelo namorado Altamiro Lopes dos Santos Neto, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro. O agressor foi preso em flagrante.

Cerca de 70 pessoas participaram do sepultamento, que ocorreu no cemitério Memorial Park. Os pais e o irmão da estudante moram no Japão e não participaram da cerimônia.

O crime

A sorocabana Patrícia foi morta por asfixia, segundo laudo do IML (Instituto Médico Legal). A jovem foi encontrada morta, no banco do passageiro do carro que Altamiro, de 21 anos, namorado dela, dirigia. Ele foi preso como o principal suspeito de cometer o crime.

Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Patrícia ainda teria sido agredida antes de ser enforcada. A suspeita é que Altamiro, que é da cidade de Porto Feliz e dividia moradia com a namorada em Nova Iguaçu, onde ambos estudavam, tenha cometido o crime 24 horas antes.

A jovem tinha marcas de agressão na cabeça e em outras partes do corpo. Antes de pedir socorro, o agressor teria lavado o corpo da vítima. Durante coletiva na quarta-feira (11), especialistas apontaram que a garota estava morta “há muito tempo”. Investigadores levantaram a hipótese de ela ter sido mantida em cárcere privado por pelo menos sete dias antes de seu assassinato.

Homenagem

Alunos da Escola Técnica Estadual “Rubens de Faria e Souza” homenagearam, na manhã desta quinta-feira (12), a ex-colega morta. O grupo de cerca de 450 pessoas entre estudantes e professores reuniu-se em frente à unidade escolar. No ato, eles pediram justiça e reforçaram que Patrícia foi vítima de feminicídio.

Os colegas também prestaram solidariedade aos parentes da vítima. Patrícia e Altamiro estudaram na escola entre os anos de 2011 e 2014. Inclusive, começaram a namorar nesta época.