O corpo do empresário Vicente Antônio Elias Júnior, de 33 anos, morto durante uma troca de tiros com policiais civis, na noite de terça-feira (4), foi sepultado no Cemitério Municipal de Tatuí, na tarde desta quarta-feira (5), sob críticas e desabafos da família.

De acordo com informações da Polícia Civil, o homem, que não tinha ficha criminal, foi morto após atirar contra policiais que estavam em uma operação, numa estrada de terra próxima ao Bairro Novo Horizonte.

O empresário estava no próprio carro, um Fiat Uno, próximo à entrada de um sítio, com outros dois ocupantes, quando seis policiais à paisana, sendo quatro investigadores e dois delegados, realizavam a operação.

Os policiais suspeitaram do veículo, se identificaram e abordaram os ocupantes. Ao se aproximar do carro, o empresário, segundo a versão oficial, atirou contra os policiais, que revidaram.

Na sequência, ainda de acordo com a versão oficial, o homem tentou fugir, mas continuou atirando contra os policiais. Na fuga, ele acabou colidindo contra a viatura policial e capotou o veículo.

O empresário foi atingido, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Um adolescente e o pai dele, que estavam no carro, saíram ilesos.

Equipes da perícia técnica e da corregedoria estiveram no local. As armas foram apreendidas. Um boletim de ocorrência de homicídio em legítima defesa foi registrado. O caso segue em investigação.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here