O ajudante de pedreiro, de 46 anos, acusado de decepar as mãos da ex-mulher foi apresentado, na manhã desta terça-feira (4), na Delegacia Seccional de Sorocaba. Na briga, o criminoso usou um facão para perfurar o olho da vítima. A polícia também prendeu o filho do pedreiro, por não prestar socorro à ex-madrasta.

Questionado, o criminoso disse estar arrependido de ter cometido o crime.

A agressão aconteceu em junho, no município de Ibiúna. Maria Eunide dos Santos, de 49 anos, estava separada do criminoso, com quem se relacionou durante três anos, quando foi atacada. Ela tentou se defender, mas foi golpeada várias vezes no braço. Os cortes foram tão profundos, sendo necessário amputar as mãos.

Almir foi preso em agosto, no interior da Bahia. No dia seguinte, ele confessou o crime e, mesmo assim, foi liberado por não haver flagrante. O criminoso fugiu e foi encontrado em 2 de agosto no povoado de Queimada Nova, em Oliveira dos Brejinhos (BA).

O julgamento do criminoso está marcado para 12 de dezembro. Se for condenado, Almir pode pegar de 12 a 15 anos de prisão.

O filho dele, de 23 anos, também está preso, em São Paulo, e vai responder por participação no crime, já que, segundo a polícia, presenciou o crime e não prestou socorro à ex-madrasta.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here