Foto: Reprodução/TV Globo

Quando se fala em relacionamento abusivo, é muito comum pensar em violência física, por ser a mais notável. Porém, ela não é a única. Muitas vezes a agressão é psicológica e emocional e em sua maioria sofrida por mulheres, que podem nem perceber que estão numa relação dessas.

Uma das Divs passou por essa situação em seu casamento, mas na época não percebia, a ficha só veio a cair muito tempo depois. Mas como é possível não saber que se está vivendo um relacionamento abusivo? Simples: às vezes, os sinais desses abusos são muito sutis e chegam a confundir a vítima.

Esse tipo de abuso acontece quando uma das pessoas na relação (geralmente o homem) tenta controlar a outra, manipulando o seu senso da realidade ou a sua visão do que é aceitável e do que não é. Geralmente, está ligado a ameaças projetadas para forçar a vítima a concordar com o desejo do abusador.

Todo tipo de abuso produz um golpe na autoestima da vítima. Isso faz com que a própria vítima acabe se responsabilizando pelo que acontece, também porque muitos abusadores procuram fazer com que ela pense assim.

Esses abusos podem se intensificar em algumas fases da vida do casal. Por exemplo, com a chegada de um filho. Todos sabemos que esse acontecimento muda muito a rotina e a dinâmica de um casal. Também é fato que a mulher, não só por conta dos hormônios, mas por todas as questões que chegam junto com a maternidade, também fica muito sensível e nesta fase precisa de muito apoio do parceiro.

Infelizmente ainda existem homens que não tem maturidade e respeito para reconhecer isso. Chegou a Divs um relato de uma recém-mãe de um bebê de apenas dois meses que não tem encontrado o suporte necessário no marido. Ele chega em casa todos os dias as 22h porque está na academia treinando. Aos finais de semana, a mesma coisa. E a mãe lá, sozinha e sem a parceria tão fundamental nesta fase.

Outros homens, ainda exigem da mulher nesta fase que a sexualidade dela esteja a flor da pele para noites quentes ao lado dele. É claro que isso pode existir, mas falta muito o entendimento que neste momento tão delicado que são os primeiros meses de cuidados com um bebê, que sexo é o que a mulher menos pensa neste período. A oportunidade que ela tem de dormir e descansar tem que ser muito bem aproveitada. Há que existir o respeito dos homens para vivenciar esse momento e sabedoria e paciência para esperar que as coisas entrem nos eixos novamente com o tempo.

Enfim, separamos para vocês alguns outros sinais de atitudes que definem um parceiro abusivo:

  • Você passa por humilhações e constrangimentos feitos por seu parceiro
  • O seu parceiro sempre te põe para baixo
  • O seu parceiro te critica com frequência
  • O seu parceiro se recusa a conversar
  • Ele te ignora ou te exclui
  • O seu parceiro te trai
  • Ele age de forma provocativa com outras pessoas do sexo oposto
  • O seu parceiro é sarcástico ou tem um tom de voz grosseiro
  • O seu parceiro tem ciúme sem motivo
  • Ele é mal-humorado com frequência
  • O seu parceiro tira sarro e faz piadas com você
  • Ele diz: “Eu te amo, mas…”
  • O seu parceiro diz coisas como: “Se você não fizer ________, eu vou __________”
  • Você se sente controlado e dominado
  • O seu parceiro te chantageia com ausência de afeto e carinho
  • Você sente culpa com frequência
  • O seu parceiro diz que tudo é culpa sua
  • O seu parceiro isola você de seus amigos e familiares
  • Ele te controla financeiramente
  • O seu parceiro pergunta todo o tempo o que você está fazendo quando você não está com ele
  • Ele ameaça se suicidar se você o deixar

Se você se viu em algumas dessas situações listadas acima, alerta vermelho! Pode ser que você esteja vivenciando um relacionamento abusivo e não esteja percebendo. A nossa dica é: procure ajuda em alguém que confia e até mesmo a orientação de um profissional.

É necessário que você recobre sua auto-estima e tenha a coragem necessária para se livrar desta situação de uma vez por todas, sem olhar para trás. Por mais que você ame essa pessoa, o mais importante de tudo é você se amar em primeiro lugar e saber que esta pessoa não te ama e muito menos te respeita. Você é merecedora de tudo o que um relacionamento feliz e saudável pode te oferecer! Vá em frente sem medo de ser feliz!

Até semana que vem!

Grande beijo,

DIVS