07/05/2017 16h43 - Atualizado em 07/05/2017 16h43 | Ipanema Online

Funcionários do Jockey Club são internados por suspeita de intoxicação



Seis membros do Jockey Club de Sorocaba foram internados na manhã deste domingo (7) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Éden por suspeita de intoxicação.  

De acordo com a Polícia Militar, as vítimas entre 22 a 44 anos, alegam ter passado mal depois de tomar café da manhã. Três homens que trabalham no setor de montagem do evento, localizado na rodovia Castello Branco e três tratores de cavalos, procuraram a unidade de saúde por volta das 9h da manhã. 

Nota atualizada pela Secretaria de Saúde às 10 horas desta segunda-feira (8):

A Secretaria da Saúde informa que os seis pacientes que passaram mal no Jockey Clube de Sorocaba na manhã de domingo (07) continuam internados e com quadro clínico inalterado. Três homens, com 23, 28 e 31 anos foram transferidos para a Santa Casa e permanecem em estado estável, recebendo atendimento de suporte e em observação clínica, tendo em vista que não se sabe ainda qual foi o agente causador da intoxicação.

Outros três pacientes, até a manhã desta segunda, continuam na UPA do Éden, sendo dois estáveis (de 24 e 44 anos) e um, de 22 anos, que continua com quadro clínico considerado grave devido à hipotensão. A previsão é que todos sejam transferidos para a Santa Casa nesta segunda-feira.

Exames foram colhidos e enviados ao Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox – Campinas) para tentar auxiliar na identificação do agente causador da intoxicação.

Contextualização: Os seis homens têm entre 22 e 44 anos e chegaram à UPA do Éden entre 9h20 e 11h de domingo. Todos relataram terem passado mal após a ingestão de café nas dependências do jóquei, onde trabalham. O quadro clínico dos seis era de hipotensão (pressão baixa), taquicardia, tremores, náuseas e vômitos.

O caso foi atendido como intoxicação, com recomendação de observação já que não foi identificado o agente causador dos sintomas. A equipe da UPA acionou o Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) para acompanhar o caso. Também acionou a Vigilância Sanitária que enviou equipe ao jóquei nesta segunda-feira para verificar instalações, fornecimento de água, higiene e outros detalhes de sua competência enquanto autoridade sanitária.