02/05/2017 09h06 - Atualizado em 02/05/2017 09h06 | Ipanema Online

Prefeitura busca novas moradias populares



A Prefeitura de Sorocaba trabalha para conquistar mais quase 900 novas moradias por meio do programa Minha Casa Minha Vida. Desde o início desta semana a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária atua para firmar um novo convênio para o município dentro do programa. O secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Maurício Campanati participou de reunião na Caixa Econômica Federal (CEF) na tarde da segunda-feira (24) e ressalta que Sorocaba sai na frente, pois possui quatro diferentes áreas públicas (já desapropriadas) para as construções.

A proposta é a de contemplar com 320 unidades habitacionais uma área de 27 mil metros quadrados na avenida Comendador Barbero, na Vila Assis; outras 256 moradias em uma área de 21.750 metros quadrados no Jardim Tropical, com acesso pela rua Mário Bacaro; mais 192 unidades são programadas para a área de 12.600 metros quadrados no Cajuru e Dálmatas, com acesso pela rua Benedito Nunes. Para o bairro Aparecidinha também estão previstas outras 124 moradias, em uma área de 11.600 metros quadrados, no fim da rua Roberto Vieira Holtz.

O secretário Maurício Campanati explica que serão habitações para famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, ou seja, para a faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida. Ele salienta que os empreendimentos serão construídos em vazios urbanos circundados por diversos bairros, com equipamentos públicos já existentes. Desta forma, a proposta entra com prioridade na análise do Ministério das Cidades.

A equipe da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária já começou a providenciar toda a documentação exigida pelo agente financeiro CEF para apresentar os projetos, a fim de Sorocaba ser beneficiada com essas unidades. O secretário Campanati acredita que haja alguma resposta afirmativa da CEF até o final deste ano, para que na sequência tenha início o processo de cadastramento, sorteio dos futuros moradores e início das obras.