sorocaba, 22 de Dezembro de 2014 - 21h24

Obra de construção de aeroporto em São Roque é embargada

Ipanema Online


Obra de construção de aeroporto em São Roque é embargada Alana Damasceno / Ipanema Online

As obras de construção de um novo aeroporto em São Roque, na altura do quilômetro 60 da rodovia Castelo Branco (SP-280), foram interrompidas através de uma liminar emitida pela 1ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo. O ambientalista Gabriel Bitencourt participou do Jornal da Ipanema desta quinta-feira (12) e defendeu a liminar, afirmando que as obras prejudicam o meio ambiente. “Eu reconheço a necessidade de aeroportos devido aos grandes eventos que acontecerão aqui no Brasil, mas precisa ser em locais adequados,” afirma.  A liminar também se aplica ao shopping e às torres comerciais que integram o complexo e a multa por descumprimento é de R$ 10 milhões ao dia.

Segundo Bitencout, após a conclusão das obras do aeroporto, que é de responsabilidade da construtora JHSF, aviões comerciais também utilizarão a pista. “Se você pegar o estudo de impacto ambiental que foi feito, e na minha opinião, muito mal feito, está escrito que o aeroporto será executivo, porem em ocasiões que Congonhas estiver muito movimentada, alguns voos comerciais serão desviados para São Roque,” explica. O ambientalista conta que a pista deste novo aeroporto será maior do que a existente em Congonhas.  “Será uma pista muito grande em uma área de chácaras e Mata Atlântica”.

Ele também reforça que os prejuízos à fauna e flora da região serão muito grandes. “Os impactos ambientais que esse tipo de empreendimento pode acarretar são inconcebíveis”. 

Porém, os impactos ambientais foram apenas um dos fatores que influenciaram na hora de conceder a liminar, que também levou em conta a falta das licenças necessárias à obra.

A JHSF já se manifestou e informou que apresentará recurso judicial com pedido de efeito suspensivo do embargo.

 

Ouça.



Anuncie aqui

Audiência do Portal Dpto. Comercial Tabelas do Jornal IPAgraf Dúvidas