sorocaba, 25 de Outubro de 2014 - 10h40

Depoimento de coordenadores das UPHs é adiado



Os depoimentos com os coordenadores das UPHs (Unidade Pré-Hospitalar) de Sorocaba na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde foram adiados para a próxima terça-feira (5). A decisão foi tomada pelo presidente da CPI, vereador Izídio de Brito (PT), pois as discussões dos vetos a emendas no projeto de reforma administrativa da prefeitura já duram mais de quatro horas.

Nesta terça-feira (29) seriam ouvidos os coordenadores da UPH da Zona Norte, Marco Bonadio, e da UPH da Zona Oeste, Humberto Luiz Maranhão Araújo. Esta seria a sétima rodada de oitivas da CPI que investiga as causas dos problemas de atendimento na rede pública de saúde. Também prestaria depoimento na ocasião o doutor Vicente Spinola, médico que se apresentou voluntariamente para depor e contribuir com os trabalhos da CPI.

Os dois coordenadores esperavam nas galerias da Câmara o início dos depoimentos até serem dispensados por Izídio. Eles evitaram dar entrevistas para a imprensa antes da oitiva alegando desconhecer os questionamentos dos vereadores. Afirmaram também que teriam sido instruídos pela prefeitura a só se pronunciarem após a CPI. Numa conversa prévia, eles alegaram ainda que não poderiam responder sobre a divisão que será realizada pela prefeitura a partir do mês que vem entre as duas UPH, em que os atendimentos pediátricos serão feitos apenas na unidade da Zona Oeste. "Nós respondemos apenas pela coordenação clínica, não da pediatria", se limitou a dizer Bonadio.

Membros

Além de Izídio, presidente dos trabalhos, são membros da CPI da Saúde o relator Waldomiro de Freitas (PSD) e os vereadores José Crespo (DEM), Marinho Marte (PPS), Rodrigo Manga (PP), Neusa Maldonado (PSDB), Fernando Dini (PMDB), Claudio do Sorocaba I (PR), Irineu Toledo (PRB), Jessé Loures (PV), Waldecir Morelly (PRP), Pastor Apolo (PSB) e Luis Santos (PROS).



Anuncie aqui

Audiência do Portal Dpto. Comercial Tabelas do Jornal IPAgraf Dúvidas