08/05/2017 10h35 - Atualizado em 08/05/2017 10h35 | Ipanema Online

Deputada rebate fala de vereador sobre esquema "fura-fila" na saúde



Após ser acusada de participar de esquema "fura-fila", em unidades de saúde do Estado, pelo vereador José Cláudio Pereira (Zelão) do PT, na última sessão solene na Câmara Municipal de Votorantim, a deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) rebateu a fala do parlamentar durante o Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema 91,1 FM

A polêmica começou após os vereadores tomarem conhecimento sobre uma idosa votorantinense que foi à Justiça para conseguir cirurgia de fêmur.

Leia um trecho da fala de Zelão durante o uso da tribuna:

-  Fura fila dentro do Regional. Eu provo que a deputada Maria Lúcia tem sim seus esquemas, pois quando quer ajudar, ajuda. Não me faça vir aqui dar nome não, Maria Lúcia. Se não, vou dar nome do que tá acontecendo. Tome cuidado com essa sua assessoria. Ponha sua assessoria com respeito à população da cidade. 

Demonstrando-se irritada com a acusação, a parlamentar afirmou que irá entrar na Justiça contra o vereador: 

- Ele está corajoso na tribuna, mas vai dizer na Justiça e provar o que ele está falando. Que eu tenho esquema? Em primeiro lugar, minha relação com o Conjunto Hospitalar é péssima. Esse vereador, sem nenhum tipo de respeito, de uma forma covarde, se achando com uma declaração leviana, pois ele vai provar na Justiça. Quadrilha é o seu partido, que tem vários, grandes líderes do seu partido presos. Está para ser preso, também, o líder de todos vocês. Por causa dessa corrupção do seu partido no governo federal o país está na desgraça. 

Maria Lúcia também reclamou do atendimento no Conjunto Hospitalar de Sorocaba:

- O atendimento do Conjunto Hospitalar é péssimo? É. Tem problema de gestão. Dizer que tenho esquema? Eu sequer fui recebida [pela diretoria do CHS]. Tenho levado todas as denúncias, reportagens, falado com o secretário da Saúde [do Estado]. Tenho uma reunião novamente com a secretaria. Faço o tempo todo meu papel de fiscalizar. Quero me solidarizar com a família dessa senhora que foi lamentável.

A parlamentar ainda voltou a reclamar do vereador:

- Quero saber, em termos práticos, o que esse vereador fez além de ficar xingando e faltando respeito conosco. Não é assim que se resolvem as questões. Essa política é de quinta categoria, de baixo nível.

A deputada ainda criticou o trabalho do CHS:

- Você reclama, pede, vou continuar brigando por isso. O problema do CHS é crônico. O que tenho sugerido é terceirizar alguns serviços para que tudo funcione melhor. 

A reportagem do Portal Jornal Ipanema procurou a assessoria de imprensa do vereador Zelão. Segundo ele, "neste momento se reserva no direito de apenas me manifestar quando acionado judicialmente".

O Departamento Regional de Saúde XVI, por meio da diretora Silvia Ferreira Abrahão, informou que o DRS está disposto para diálogo, porém, não foi procurado pelos vereadores de Votorantim.

Já o deputado estadual Raul Marcelo, do PSOL, também citado nesta reportagem, vem, por meio desta nota, informar que a responsabilidade pela "má gestão do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) é do governador estadual Geraldo Alckmin (PSDB). Inclusive, somos oposição ao governo Alckmin, que não investe os recursos públicos nas áreas essenciais, como saúde e educação. De 2013 para cá, Raul Marcelo questionou em vários momentos a qualidade da saúde no Estado de São Paulo, sobretudo na RMS".

Em relação ao votorantinense "Oswaldo Moreira da Silva, 56 anos, morador do Jardim São Pedro, conhecemos o caso desse paciente e, de imediato, questionamos o CHS e a Secretaria Estadual da Saúde sobre a demora na realização da cirurgia  ortopédica. Segundo o hospital, não seria possível devido à falta de materiais para o procedimento cirúrgico. Diante deste cenário, levamos esta questão ao secretário da pasta estadual, David Ewerson Uip, juntamente com outras denúncias referentes ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba. Por fim, o nosso mandato está disponível para ouvir sugestões de requerimentos e projetos de lei".