17/05/2017 15h18 - Atualizado em 17/05/2017 15h43 | Ipanema Online

Bombeiros continuam buscas pelo corpo de jovem morta em Itu



Equipes do Corpo de Bombeiros continuam com as buscas, nesta quarta-feira (17), pelo corpo da adolescente de 17 anos morta pelo cunhado entre a noite de sábado e a madrugada de domingo (14), em Itu. 

Segundo a Polícia Civil, o rapaz, que namorava a irmã da jovem, tentou estuprá-la, mas ela resistiu e foi estrangulada. O corpo teria sido jogado no Rio Tietê. O suspeito, o montador João Felipe Oliveira Moura, de 20 anos, que confessou o crime, se matou na Delegacia de Itu, onde estava preso à espera da audiência de custódia.

De acordo com os bombeiros, as buscas vão continuar e somente serão interrompidas com a ordem do comando de Sorocaba. Equipes fazem buscas de barco e também a pé, e foram estendidas às matas das margens, já que não há certeza de que o suspeito tenha jogado o corpo na água.

O crime

Em depoimento, o jovem disse que atraiu Isabela Ferreira, de 17 anos, por uma mensagem de celular da irmã dela, com quem mantinha relacionamento. Quando ela entrou no carro, ele dirigiu até uma rua próxima da casa e tentou violentá-la. Por causa da recusa, o agressor deu uma gravata na jovem e ela morreu estrangulada; em seguida, ele foi até a ponte e jogou o corpo no rio.

A polícia chegou até o suspeito após relato de testemunhas, que viram a jovem entrando no carro do cunhado. No veículo, foram encontradas manchas de sangue e marcas de luta, além de cabelos compatíveis com a da vítima. O suspeito foi detido e confessou o crime. Algum tempo depois, ele se matou na própria delegacia, com um cadarço de tênis.

Um inquérito policial foi aberto pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, para apurar as circunstâncias da morte do preso. A apuração é acompanhada pela Corregedoria Auxiliar de Sorocaba.