10/02/2017 19h03 - Atualizado em 10/02/2017 19h05 | Ipanema Online

Prefeitura e Estado limpam prédio que abrigou a Oficina Cultura Grande Otelo



A fim de melhorar a segurança na região central e a aparência da cidade, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, e da Secretaria de Conservação, Serviços e Obras, em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura, realizou, na quinta-feira (9), a limpeza total do prédio do antigo Fórum Velho, na Praça Frei Braúna. O secretário de Geraldo Alckmin, José Roberto Sadek (Cultura), e o prefeito José Crespo (DEM) assinam, dia 23, o termo de transferência do imóvel do Governo do Estado à Administração Municipal.

O prédio, famoso por já ter abrigado o fórum e a Oficina Cultural "Grande Otelo", vinha sendo usado como dormitório para pessoas em situação de rua, o que gerava insegurança para os moradores e comerciantes da região.

O objetivo principal da limpeza foi ampliar a segurança no centro da cidade, fechando entradas do prédio que eram usadas por pessoas em situação de rua ou usuários de drogas, além de começar a resgatar o prédio, que tem uma importância histórica e social para Sorocaba. Foram necessários inúmeros caminhões para a retirada de entulhos, móveis deteriorados e sujidades do local.

Sem tapumes

A Prefeitura promoveu a retirada dos tapumes, que cercavam o imóvel, o que possibilitou a abertura de uma área maior para circulação das pessoas na praça. Na sequência, as dependências internas foram lavadas e higienizadas, e as portas do prédio passaram por ajustes para impedir invasões. Todo o processo foi supervisionado diretamente pelo secretário de Cultura, Werinton Kermes, que tem “uma ligação emocional” com o prédio, já que, na condição de artista, teve trabalhos expostos na antiga Oficina Cultural Grande Otelo e, como gestor, trabalhou na unidade por alguns anos.

Imponente, o imóvel foi construído em 1940, tendo sido tombado em 2012 pelo Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico de Sorocaba (CMDP). Em 2014, o Governo do Estado iniciou uma reforma, que teve de ser interrompida em 2015.