10/08/2017 16h57 - Atualizado em 10/08/2017 17h08 | Ipanema Online

Taty: “autenticar titulação” para voltar ao Paço



Por Gustavo Ferrari

A ex-assessora do prefeito José Crespo (DEM), Tatiane Regina Goes Polis, ingressou na Vara da Fazenda Pública de Sorocaba, por intermédio do advogado Joel de Araújo, solicitando que a Justiça conceda a “autenticidade de sua titulação superior”. No entanto, o juiz Alexandre Dartanhan de Mello Guerra pediu que a autora da ação [Taty Polis] esclareça “o polo passivo da relação jurídico processual”.

Na peça, com pedido de liminar, a ex-assessora de Crespo pede ao magistrado o poder de “usar e gozar de seu diploma perante qualquer entidade pública ou privada que exija nível superior”.

À Justiça, Tatiane Polis diz que “logo que tomou posse e começou a exercer o cargo para o qual fora nomeada, passou a sofrer toda sorte de perseguições de alguns agentes públicos, especificamente de alguns vereadores e até da vice-prefeita [Jaqueline Coutinho], que pretendiam que tal cargo fosse direcionado a parentes ou conhecidos, colocando em dúvida a qualificação do ensino superior da autora [da ação]”.

Segundo Tatiane Polis na peça processual, ela “preferiu se afastar do cargo para o qual fora nomeada”, tendo o senhor prefeito municipal de Sorocaba “a exonerado”. Em documento datado de 17 de julho, entregue pela Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom) à imprensa, teria sido a então servidora comissionada a pedir a própria exoneração a Crespo.