01/08/2017 18h54 - Atualizado em 01/08/2017 19h00 | Ipanema Online

Crespo: conversa sobre reajuste com o sindicato "somente em 2018"



Em entrevista ao jornalista Djalma Luiz Benette, em O DEDA QUESTÃO, no Jornal da Ipanema, desta terça-feira (1), o prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), afirmou que não haverá mais negociação salarial com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais neste ano.

Para o democrata, conversas sobre reajuste salarial “somente em janeiro de 2018”. Se mantiver esse posicionamento, os funcionários públicos da Prefeitura não receberão nem a reposição da inflação. “A data vigente era o mês de maio; não sei o porquê alguém propôs e mudou a lei municipal. A data-base de dissídio [dos servidores] é em janeiro, mas continua sendo o pior mês do ano”, ressaltou Crespo.

Conforme o chefe do Executivo, a arrecadação municipal “começa mesmo em março”. “É um bom mês de arrecadação: IPTU, por exemplo, vence neste mês. Em janeiro de qualquer ano a Prefeitura não tem uma visão adequada para fazer uma proposta salarial para a sua categoria. Nossa proposta foi deixar para discutir [o reajuste salarial] no segundo semestre, entre setembro e outubro, mas eles [o sindicato] não concordaram. Nós respeitamos... Isso, naturalmente, levou a próxima negociação do dissídio para janeiro [de 2018]”, destacou Crespo.

O democrata disse, ainda, que “não há nenhuma conversa acontecendo agora, em razão da recusa [de acordo do sindicato]”.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Salatiel Hergesel, informou que a categoria "está agendando uma reunião com o Secretário de Recursos Humanos, Marinho Marte, para retomar as negociações, conforme combinado publicamente entre o sindicato e o RH da Prefeitura na Plenária Participativa, inclusive com a participação do prefeito".