25/07/2017 17h05 - Atualizado em 25/07/2017 17h05 | Ipanema Online

TJ nega liminar e Jaqueline permanece sem gabinete no Paço



O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ) negou, na tarde desta terça-feira (25), a liminar impetrada pela defesa da vice-prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, para que ela retornasse à sua sala no 6º andar do Palácio dos Tropeiros, sede do governo municipal.

No despacho da desembargadora Isabel Cogan, os documentos da agravante [Jaqueline] “não comprovam se houve algum procedimento administrativo do Poder Legislativo para afastamento de suas funções”. No entendimento dela [Isabel], somente a Câmara tem condições de impedir a vice-prefeita de exercer as atividades correlatas ao cargo.

Essa é a segunda vez que Jaqueline tenta, sem sucesso, retornar ao Palácio dos Tropeiros, após deixar a Prefeitura, no início da semana passada. Na carta de afastamento, o prefeito José Crespo (DEM) solicitou que a vice desocupasse seu gabinete no 6ª andar. Na última sexta-feira (21) ela tentou, por meio de um mandado de segurança, regressar ao Paço, mas não obteve sucesso no Fórum de Sorocaba.