19/07/2017 08h52 - Atualizado em 19/07/2017 08h52 | Ipanema Online

Presidente de partido de Jaqueline evita comentar crise no Paço




Ouça a reportagem de Rubens Maximiano

A vice-prefeita de Sorocaba Jaqueline Coutinho (PTB), voltou a encontrar o prefeito José Crespo (DEM), após a crise política instalada no Paço, por conta da denúncia do suposto diploma falso da assessora Tatiane Polis, que por sinal pediu exoneração no início da semana. O encontro entre os chefes do Poder Executivo aconteceu nesta noite de terça-feira (18), na sede do Sindicato dos Comerciários, em Sorocaba, em um encontro convocado pelo PTB. Houve a presença do presidente estadual do partido e deputado estadual, Campos Machado.

Crespo e Jaqueline chegaram a estender as mãos para se cumprimentar, sentaram à mesa em lados opostos e não se falaram mais durante o evento. No encontro, a vice foi empossada coordenadora regional do PTB.

Evitou comentar

Machado tentou evitar comentar sobre o impasse entre prefeito e vice, mas após insistência da imprensa, decidiu se pronunciar argumentando que 'não conhece o caso'. "Não sei dessa história. Não posso tratar de questões paroquianas. Você já viu algum arco-íris nascer sem ser depois da chuva? Não estou sabendo disso", afirmou. "Coloquei todo o partido do estado para ajudar o governo dessa cidade", exclamou. "Como eu posso dar razão para um ou outro? Não conheço essa história. Estou sabendo agora por vocês", disse dirigindo-se à imprensa. "Não vim para assuntos paroquianos. Ela [Jaqueline] não me passa nada. Não houve briga", encerrou sua fala.

Durante entrevista ao repórter da Rádio Ipanema, Rubens Maximiano, Crespo afirmou que, como o prazo de a vice retirar os objetos de sua sala, no sexto andar do Paço, já encerrou, resolveu 'encaixotar' os pertences de Jaqueline que estavam em seu gabinete. "Nada coloca em risco nossa aliança, estou aqui para prestigiá-lo", comentou sobre sua ida ao encontro do PTB.