16/07/2017 12h11 - Atualizado em 16/07/2017 12h11 | Ipanema Online

Laudos sobre problemas no Carandá serão entregues ao Banco do Brasil



A Comissão de Habitação da Câmara Municipal, presidida pela vereadora Iara Bernardi (PT) e composta pelos vereadores Vitão do Cachorrão (PMDB) e Wanderley Diogo (PRP), e profissionais da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba (AEAS) estiveram no Residencial Carandá, vistoriando áreas e apartamentos que apresentam problemas de estrutura, infiltrações, vazão de água entre outros.

O objetivo desta primeira visita foi o de ter uma visão geral sobre o empreendimento para, posteriormente, a associação emitir um laudo que deverá ser entregue ao Banco do Brasil, responsável financeiro pela obra, para que tome as providências necessárias em relação à empresa que executou o serviço.

A vistoria foi acompanhada pelos síndicos dos condomínios, que mostraram aos engenheiros da AEAS os apartamentos com os principais problemas, como trincas, goteiras, infiltrações, mofo e a água suja que tem chegado às torneiras.

De acordo com o presidente em exercício da AEAS, Luiz Francisco da Silva, como o empreendimento é grande, ainda não é possível estipular uma data para que os trabalhos sejam concluídos. “O corpo técnico da associação é minucioso. Serão necessárias outras vistorias com os nossos engenheiros civis e elétricos”.

Para a vereadora Iara, o fato de a associação ter aceitado o pedido da comissão e prontamente ter iniciado os trabalhos no Carandá, é possível considerar “meio caminho andado”. “Se o próprio banco não está se mexendo para cobrar a engenharia da empresa que realizou a obra, penso que demos um passo à frente”, avaliou. “O objetivo desta comissão e da AEAS é apresentar um laudo completo, pronto para ser executado. De modo que essas famílias possam, finalmente, ter tranquilidade em seus apartamentos”.