15/07/2017 13h40 - Atualizado em 15/07/2017 13h40 | Ipanema Online

Sedu do Rio de Janeiro aponta falsificação



A Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro apontou que a documentação apresentada pela servidora comissionada Tatiane Regina Goes Polis da Prefeitura de Sorocaba é falsa. É o que diz a Coordenação de Escolas Extintas do Governo do Rio de Janeiro após pesquisar em seus cadastros o registro apontado pela assessora sorocabana como comprovante de regularidade escolar.

De acordo com Marinete Alves Pereira de Castro, da Diretoria de Inspeção Escolar, Certificação e Acervo, o nome da aluna [Tatiane Polis] não consta na relação nominal de concluinte do ensino médio pelo Colégio Cobra. Diz, ainda, que a coordenação “não reconhece” a autenticidade aposta no verso do documento como uso da Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro.

Tatiane afirma ter terminado o ensino médio a distância em 2007. No entanto, segundo o parecer 008/2008, da Comissão Especial de Educação do Rio de Janeiro, o Colégio Cobra encerrou as suas atividades em 2006.