28/03/2017 16h08 - Atualizado em 28/03/2017 16h08 | Ipanema Online

Aprovada a inclusão do símbolo do autismo em filas preferenciais



A Câmara Municipal de Sorocaba aprovou, nesta terça-feira (28), o Projeto de Lei 28/17, de autoria do vereador Hélio Brasileiro (PMDB), que obriga os estabelecimentos públicos e privados a inserirem, nas placas de atendimento preferencial, o símbolo mundial do autismo.

A intenção do vereador, que é médico de formação, se deu a pedido de uma mãe de criança portadora de autismo e logo ganhou apoio de entidades que defendem os direitos desse grupo de pessoas, como a TEAcolho, organização sem fins lucrativos que procura orientar famílias de autistas de Sorocaba e região sobre a conscientização de tratamento, inclusão e cumprimento de leis referentes ao Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A propositura, por sua vez, tem o objetivo de oferecer maior qualidade de vida para pessoas que convivem com o distúrbio. Por seu conteúdo, fará com que comércios como supermercados, bancos e farmácias, além de órgãos públicos municipais, apliquem a marca em placas de identificação, que consiste em um laço feito de peças de quebra-cabeças coloridas. "Em nosso país, infelizmente, ainda percebemos a cultura de que toda deficiência precisa ser visível. Familiares de pessoas com autismo sempre relatam o quanto é difícil entrar em filas de prioridades, algo que já é previsto por Lei Federal, e passam por situações recriminatórias", afirmou Brasileiro.