Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Vídeo mostra "cachoeira" dentro de sala onde ficam recém-nascidos em hospital de Sorocaba

Postado em: 25/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Atualizado às 12h22

Um vídeo publicado por uma vereadora de Sorocaba mostra um grande vazamento de água que atingiu a sala de UTI neonatal do Conjunto Hospitalar de Sorocaba. O caso ocorreu na madrugada de quinta-feira (23). 

Conforme a parlamentar Fernanda Garcia (PSOL), que fez a denúncia por meio de suas redes sociais, a caldeira do CHS transbordou água quente na sala onde ficam os recém-nascidos. "Felizmente, nenhum se feriu. Os servidores agiram rapidamente e retiraram todos os bebês da sala, que estava ficando tomada pela água que descia em abundância do teto", relatou a vereadora.

Fernanda informou que irá acionar a Vigilância Sanitária, pedir uma inspeção do Corpo de Bombeiros e formalizar um questionamento ao Seconci - empresa terceirizada que administra o CHS. "É um absurdo que isso aconteça em um hospital, ainda mais em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de recém-nascidos", finaliza em sua postagem.

Por meio de nota oficial, a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo respondeu que: "o Conjunto Hospitalar de Sorocaba informa que a manutenção para o vazamento de água limpa ocorrido na madrugada de terça para quarta-feira foi realizada imediatamente. O vazamento aconteceu em área de posto de enfermagem na UTI Neonatal, não atingindo pacientes, que foram prontamente realocados. Os bebês retornaram à UTI logo após a manutenção e limpeza, poucas horas depois, sem prejuízos na assistência".

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Figurante de ‘O Sétimo Guardião’ morre após passar mal em gravação da novela

Idosa fica ferida após ser derrubada durante roubo na Zona Norte

Moradores do Habiteto acusam PM de agredir rapaz que morreu; PM apura caso

Educandário realiza “Sorteio Solidário” em outubro

Médico será investigado por suspeita de realizar atendimento embriagado em PA

Moraes nega pedido de Bolsonaro e mantém veto à nomeação de Ramagem para PF