Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Vice candidato de Doria, Rodrigo Garcia defende gestão compartilhada na saúde

Postado em: 19/09/2018

Compartilhe esta notícia:

O candidato a vice-governador de João Doria (PSDB), Rodrigo Garcia (DEM), concedeu entrevista ao Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema 91,1 FM, na manhã desta quarta-feira (19). Garcia veio à Ipa FM acompanhado pelo prefeito de Votorantim e colega de partido, Fernando de Oliveira.

“Sinto-me preparado para servir São Paulo como vice-governador”, defendeu o candidato. “Doria é moderno, sabe descentralizar. A política do eu sozinho acabou. Ele sabe da necessidade de ter uma boa equipe, um bom time para governar”.

width=1005
Da esq. para a dir.: Kiko Pagliato, Paulo Roberto Júnior, Fernando Oliveira, Rodrigo Garcia, Alexandre Moreto / Foto: Alana Damasceno

De acordo com Garcia, Doria buscará “manter as conquistas que São Paulo tem e trazer um olhar mais inovador”. Além disso, a chapa defende, caso eleita, “conceder tudo o que puder à iniciativa privada”. “A palavra de São Paulo não é mudança. É melhoria. Quero avançar, prosperar. [Doria] Tá muito na campanha, focado, nas propostas que ele tem para o estado”. Segundo Garcia, Doria “quer devolver para o país as oportunidades que ele teve na vida”.

A respeito de propostas no plano de governo, Garcia focou em falar sobre a área da saúde no estado. Conforme explicou, metade do atendimento hospitalar do estado é feito por entidades filantrópicas. Os outros 50% dividem-se em 25% do estado e 25% Organização Social. “Você vê a diferença da eficiência. Então, acho que a proposta do João Doria é isso: melhorar a eficiência, avançar na questão das Organizações Sociais e trazer para todo o estado o mutirão chamado de Corujão da Saúde, o qual ele realizou quando prefeito de São Paulo”.

width=1280
Rodrigo Garcia e prefeito Fernando de Oliveira, durante entrevista no Jornal da Ipanema / Foto: Alana Damasceno

Já sobre a questão da geração de emprego, o candidato a vice informou que realizará no estado “uma máquina pública mais enxuta”. “A responsabilidade fiscal. Tudo o que podemos conceder à iniciativa privada faremos. Temos hospitais estaduais administrados por Organizações Sociais. Tudo [será feito] sempre com muito diálogo, mas com muito foco. Temos um modelo de saúde no estado que serve para o Brasil”.

Garcia é advogado, empreendedor e deputado federal. Foi também secretário da Habitação do Estado, secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e secretário de Desenvolvimento Social do Estado. Na Prefeitura de São Paulo, foi secretário de Modernização, Gestão e Desburocratização. No Legislativo Paulista, foi deputado estadual por três mandatos e presidente da Assembleia Legislativa entre 2005 e 2007.

width=1280
Rodrigo Garcia e prefeito de Votorantim, Fernando de Oliveira / Foto: Alana Damasceno

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

E-mails de Crespo desmentem termo que ele mesmo fez para justificar “voluntária”

Sem equipamentos de proteção contra coronavírus, ônibus ameaçam parar de novo

Ministro do TSE proíbe PT de apresentar Lula como candidato

Mulher é presa tentando subornar policiais militares

Decreto proíbe cobrança por cadeira de roda em viagem rodoviária

Apoiadores de Bolsonaro lotam Campolim para comemorar vitória do novo presidente