Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Vereadores ‘quebram o pau’ várias vezes durante a sessão da Câmara desta 5ª

Postado em: 29/11/2018

Compartilhe esta notícia:

Por Cida Muniz

A sessão ordinária da Câmara de Sorocaba desta quinta-feira (29) estava lotada de projetos, mas nenhum que estava em primeira discussão foi aprovado, porém, o clima no Legislativo sorocabano estava mais para uma luta de boxe. Três discussões entre vereadores aconteceram no plenário, envolvendo os vereadores Iara Bernardi (PT), Irineu Toledo (PRB), Anselmo Neto (PSDB), Fernanda Garcia (PSOL), Renan Santos (PC do B) e Rodrigo Manga (DEM), presidente do Legislativo.

A primeira discussão começou após o vereador José Francisco Martinez (PSDB) ocupar a tribuna da Câmara de Sorocaba para se solidarizar com a vereadora Iara Bernardi (PT), diante da declaração do secretário da Educação, André Gomes, na sessão da última terça-feira (27), no qual afirmou que as declarações da parlamentar eram mentirosas relativas a que a municipalidade estaria devolvendo livros enviados pelo MEC (Ministério da Educação).

Quando Martinez começou a discursar que o secretário deveria ter agido de outra forma, o vereador Irineu Toledo (PRB), líder do governo, afirmou que a vereadora também fica chamando o secretário de mentiroso e isso não é correto.

Iara também levantou o tom em relação ao republicano, destacando que os livros estavam mesmo nos Correios, como ela havia dito e foi confirmando, isso porque os livros são solicitados pelos professores no primeiro semestre, quando Gomes nem era titular da pasta da educação.

SEGUNDO ROUND – A segunda discussão começou após um médico cubano ocupar a tribuna, para agradecer ter trabalhado na cidade. Ao comentar a fala do médico, o presidente Manga, elogiou o médico, porém criticou o regime cubano.
A vereadora Fernanda lembrou que o regime cubano é uma referência em saúde e educação, defendo o país. Nesse momento o vereador Anselmo se manifestou fortemente contra o regime cubano, que ele considera ditatorial e os dois passaram a discutir ardorosamente.

TERCEIRO ROUND – Para quem achava que o clima havia se acalmado, mais uma discussão acalorada ocorreu. Renan também foi se manifestar e foi cortado pelo presidente da Casa. Nesse momento o parlamentar, irritadíssimo, criticou Manga por lhe cortar a palavra, e que isso sempre aconteceria quando alguém vai contra seu posicionamento e lembrou do episódio envolvendo o deputado federal eleito Alexandre Frota.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

"Dois Papas" provoca reflexões que vão muito além da Igreja Católica

Vândalos invadem novamente creche do Jardim Califórnia e até defecam em chão

Pense Pink promove seminário

Apartamento de luxo liga a Oi à família de Lula, diz Lava Jato

“Nunca fui tão humilhada”, desabafa mulher vítima de tiro de choque de GCM

Sorocaba realizará segundo dia “D” contra pólio e sarampo