Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

VEJA O VÍDEO - Chegada do suspeito de matar a menina Heloá à delegacia de Tapiraí

Reprodução / Polícia Militar
Postado em: 14/02/2020

Compartilhe esta notícia:

Atualizada às 14h07

A Polícia Militar divulgou o vídeo do momento em que o suspeito de matar a menina Heloá foi levado à Delegacia de Polícia de Tapiraí. Os policiais prenderam, no início da tarde desta sexta-feira (14), o homem suspeito de ter matado a menina Heloá Pereira, de 11 anos. Elivelton Santos Furtado, de 22 anos, teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça em dezembro do ano passado. Heloá Pereira desapareceu da casa onde morava em Piedade na manhã de 19 de dezembro e seu corpo foi encontrado no dia 21, em uma fossa desativada.

Os policiais cabo Fisher e soldado Matheus estavam em patrulhamento pela estrada que liga o município de Tapiraí à Pilar do Sul, quando por volta das 12h20, visualizaram um indivíduo caminhando pelo acostamento da rodovia, e ao perceber a aproximação da viatura, o mesmo iniciou fuga e tentou pular uma cerca. Quando foi alcançado pelos policiais, que após resistência física do indivíduo, conseguiram contê-lo e algemá-lo. 

Os PMs reconheceram que o indivíduo detido tratava ser o Elivelton Santos Furtado, 22 anos, suspeito do homicídio de Heloá dos Santos Pereira, de 11 anos no dia 19 de Dezembro de 2019.

Eles conduziram o suspeito ao Distrito Policial de Tapiraí, onde o Delegado de Plantão está elaborando o Boletim de Ocorrência de Captura de Procurado. Uma equipe da Polícia Civil está a caminho do município de Tapiraí para conduzir Elivelson o Distrito do município de Piedade, onde será interrogado pelo Delegado Titular daquele DP, responsável pelo Inquérito que apura a morte da menina Heloa.

Segundo informações da Polícia Civil, ele morava vizinho da vítima, em Piedade, e estava foragido. Conforme informações da polícia, o suspeito é usuário de drogas e tem antecedentes criminais por furto. No dia do desaparecimento, o suspeito ajudou nas buscas. 

À mãe, o jovem teria dito que tinha feito "algo muito feio e ela iria saber", em seguida pegou uma faca e sumiu. Ainda de acordo com a mãe , o cobertor encontrado junto com o corpo pertencia ao filho. 

Helóa foi jogada dentro de uma fossa desativada, enrolada num lençol e cobertor. O corpo apresentava várias perfurações de cortes pelo corpo. A mão esquerda tinham cortes, sinais que ela tentou se defender da agressão.

O corpo da menina foi removido da fossa na madrugada de 21 de dezembro, pelo Corpo de Bombeiros. Ela estava de camiseta. A calcinha e a calça dela estavam ao lado do corpo. 

O desaparecimento

Heloá  Pereira desapareceu da casa onde morava em Piedade na manhã de 19 de dezembro. Conforme informações da polícia, o pai deixou a menina dormindo sozinha por aproximadamente meia hora, quando retornou, ela já não estava mais no imóvel. 

No boletim de ocorrência, o pai, que é motorista, disse que foi buscar o caminhão e deixou Heloá Pereira dormindo, na casa onde moram na Vila Eraldino, área rural da cidade.

A menina morava com o pai e um irmão na casa em Piedade. A mãe dela morreu no ano passado.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

PM prende 2 bandidos envolvidos na morte de GCM; terceiro continua sendo procurado

Justiça de SP concede prisão domiciliar a chefe do PCC que tem hipertensão

Blitz da Lei Seca do Detran.SP autua 16 motoristas em Sorocaba

Vigilância Sanitária apreende mais de uma tonelada de alimentos vencidos em depósito no Centro

Morre o Prof. Júnior, que marcou gerações de alunos sorocabanos

Cinebiografia da banda Planet Hemp ganha primeiro trailer