Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Vale recebe autorização para voltar a operar mina em Mariana

Postado em: 01/11/2019

Compartilhe esta notícia:

A Vale poderá voltar a operar a mina de Alegria, no Complexo de Mariana, em Minas Gerais, que foi interditada em março de 2019. A companhia informou nesta sexta-feira (1º) que recebeu o Termo de Desinterdição das operações da mina pela Agência Nacional de Mineração (ANM), suspendendo os efeitos de interrupção na operação feita naquela época.

De acordo com a empresa, com a autorização fica liberada a capacidade de cerca 8 de toneladas de ferro por ano (Mtpa) das aproximadamente 50 milhões (Mtpa) que estavam paralisadas, como foi apresentado no Relatório de Desempenho da Vale do 3T19 e possibilitará o retorno parcial das operações a seco na mina de Alegria. “Com a desinterdição, restam paralisadas, aproximadamente, 42 Mtpa de capacidade de produção de minério de ferro”, informou a Vale por meio de nota.

Para garantir um retorno seguro da operação, a Vale estimou em 1 Mt o incremento do volume de produção em 2019, sem impacto no total esperado de vendas deste ano. O aumento na produção ocorrerá nos próximos anos. “Para os anos seguintes a produção retornará gradualmente observando-se adicionalmente a estratégia de margem sobre volume”, afirmou.

A Vale confirmou, no entanto, seu guidance [o conjunto de estimativas divulgadas pela própria empresa para os resultados futuros] “de vendas de minério de ferro e pelotas de 307-332 milhões de toneladas para 2019, esperando que estas se situem entre o limite inferior e o centro da faixa”. (Agência Brasil)

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

CPFL anuncia reajuste tarifário de quase 20% a partir de terça que vem

Estado de São Paulo não vai adotar Lei Seca nas eleições municipais

Vereador Luis Santos tem alta após 30 dias internado com Covid-19 e já está em casa

Novo teaser de “Aladdin” mostra Will Smith como Gênio pela primeira vez

Sorocaba terá o 1º Seminário do Bambu em setembro

Olavo chama Moro de ‘analfabeto’ após o ex-ministro rebater críticas a Santos Cruz