Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Valdir Joaquim de Moraes, ídolo do Palmeiras, morre aos 88 anos

Edu Andrade/Folhapress
Postado em: 12/01/2020

Compartilhe esta notícia:

Folhapress

Ídolo do Palmeiras, o ex-goleiro Valdir Joaquim de Moraes morreu neste sábado (11), aos 88 anos. Com a saúde debilitada, ele estava em Porto Alegre (RS), cidade em que nasceu em 23 de novembro de 1931.

O Palmeiras lamentou a morte de seu ex-goleiro em seu site oficial. De acordo com o clube, Valdir Joaquim de Moraes estava internado no Hospital Moinhos de Vento desde a madrugada de terça-feira (7). A causa da morte teria sido falência múltipla dos órgãos.

"É com muito pesar que a Sociedade Esportiva Palmeiras informa o falecimento de Valdir Joaquim de Morais e manifesta condolências aos amigos e familiares do eterno goleiro do Verdão", escreveu o clube.

Goleiros treinados ou apenas que idolatravam o "Sr. Valdir" se pronunciaram sobre o ocorrido. Bruno, cria do Palmeiras e hoje comentarista nos Estados Unidos, lamentou a morte da lenda palmeirense.

"Uma tristeza enorme hoje com a informação do falecimento do Sr. Valdir de Moraes! Vou levar para sempre sua amizade, carinho e seus ensinamentos, que me ajudaram demais tanto dentro quanto fora de campo! Descanse em Paz "MESTRE"... e muita força pra família!", escreveu Bruno.

O velório de Valdir Joaquim de Moraes acontecerá hoje (12) no cemitério São Miguel e Almas, em Porto Alegre. 
O Palmeiras enviará uma coroa de flores e uma bandeira do clube para a cerimônia. O ex-goleiro será cremado.

O nome de Valdir ganhou força no Palmeiras no título Paulista de 1959. O clube alviverde foi campeão em cima do Santos, que contava com Pelé e companhia. A conquista serviu para consolidar o gaúcho como sucessor de Oberdan Catani, outro ídolo palmeirense.

Pelo clube alviverde, Valdir conquistou três títulos do Campeonato Paulista (1959, 1963 e 1966), três Campeonatos Brasileiros (1960 e dois em 1967) e um Rio-São Paulo em 1965.

Depois da aposentadoria, Valdir Joaquim de Moraes passou a trabalhar como preparador de goleiros, sendo um dos pioneiros da função. Durante o período em que trabalhou na nova carreira, ele acumulou passagens pelo próprio Palmeiras, São Paulo, São Bento, Corinthians e a seleção brasileira.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Filho discute com pai e crava faca em suas costas para se proteger de agressão

Clonagem de WhatsApp leva Procon a alertar quem faz anúncios virtuais

Criar rotina ajuda a desocupar o cérebro e ser produtivo em casa

Polícia prende mentor de roubo de 770 quilos de ouro no aeroporto de Guarulhos

Coquetel de Lançamento do Projeto Santa Sorte

Trabalhadores dispensados por justa causa protestam em frente à empresa