Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Trump dá um mês para TikTok ser vendido ou sair dos EUA

Jovem Pan News
Postado em: 03/08/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira, 3, que a rede social TikTok, propriedade da empresa chinesa ByteDance, deve adquirida por uma companhia americana ou deixar de operar no país até o dia 15 de setembro, por motivos de segurança nacional. De acordo com Trump, o TikTok não poderá funcionar nos EUA após o prazo caso não aceite ser vendido para a Microsoft, que negocia a aquisição do aplicativo, ou outra empresa de capital americano. “Não me importa se é a Microsoft ou outra grande empresa, uma companhia muito segura, muito americana tem que comprá-lo”, afirmou o presidente. Trump afirmou que o Departamento do Tesouro deverá “receber muito dinheiro” com a operação de venda, sem especificar em que conceito ou como isso ocorreria.

O TikTok, que tem mais de 80 milhões de usuários nos EUA, é uma das redes sociais que mais cresceu nos últimos anos, tornando-se uma das principais formas de entretenimento para muitos adolescentes e um canal de marketing para celebridades. O governo de Trump argumenta que o crescimento do TikTok coloca em risco a privacidade dos dados de americanos e a segurança nacional, já que a ByteDance está exposta a intervenções do governo chinês. A Microsoft anunciou no domingo passado que continua a negociar a possível compra do TikTok nos EUA e prometeu concluir a operação até setembro.

A decisão foi divulgada após o CEO da Microsoft, Satya Nadella, conversar com Trump, que na quinta-feira passada anunciou a intenção de proibir a rede social chinesa no país. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse no domingo que Trump tem a capacidade de forçar a venda das operações americanas do TikTok, e que esta estratégia conta com o apoio dos líderes democratas no Congresso.

A Lei de Poderes Econômicos de Emergência Internacional permite que o presidente bloqueie transações e congele ativos caso considere que existe uma “ameaça descomunal e extraordinária” à segurança nacional ou a economia do país. O Ministério das Relações Exteriores da China se opõe à venda forçada do TikTok, uma operação que, segundo a pasta, viola os princípios da Organização Mundial do Comércio (OMC). A China vê a questão do TikTok como mais um capítulo da guerra comercial com os EUA, que tenta conter o poderio tecnológico do país asiático.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jovens tentam salvar garça com o bico preso por lacre de plástico

Procon divulga calendário de atendimento ao público

‘Eu vejo, eu ouço’, diz Moro sobre manifestações em seu apoio

Jaqueline decreta obrigatoriedade do uso de máscaras em Sorocaba

Polícia Civil prende em flagrante quatro por tráfico de drogas no Itapemirim

Passeio turístico no rio Pinheiros tem selfie, capivara e mau cheiro oriundo de esgotos