Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Troca de presentes: saiba quais são seus direitos por meio do Procon

Foto: Agência Brasil
Postado em: 30/12/2019

Compartilhe esta notícia:

Após datas comemorativas como o Natal é comum o retorno de consumidores às lojas para trocar os presentes que não agradaram, não serviram, ou com algum problema de funcionamento. Confira as dicas do @proconsp, vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania, sobre o tema.

 

Troca por gosto ou tamanho

 

A loja não é obrigada a efetuar a troca, a menos que no momento da venda ela tenha se comprometido com o cliente a fazê-la. Claro que a maioria das lojas opta pelo serviço até para conquistar o consumidor e realizar uma nova venda. Por isso, antes de comprar, informe-se sobre as condições de troca do estabelecimento.

 

Troca por defeito

 

O fornecedor tem até 30 dias para solucionar o problema. Se o reparo não for realizado neste prazo o consumidor pode optar pela troca do produto, devolução do dinheiro ou abatimento proporcional do preço.

 

Em caso de produto essencial, ou se em virtude da extensão do defeito a substituição das partes danificadas comprometer as características fundamentais do produto ou diminuir-lhe o valor, o prazo de 30 dias não deve ser aplicado. Neste caso, cabe a devolução do valor pago ou troca imediata do produto.

 

Compra pela internet

 

Se a compra for por telefone, catálogo e internet, por exemplo, o consumidor pode exercer o direito de arrependimento em até sete dias – da data da aquisição ou recebimento do produto. É importante formalizar a desistência por escrito. Se já tiver recebido o produto, deverá devolvê-lo tendo direito a receber de volta o valor pago, inclusive frete.

 

Como trocar

 

Guarde a nota fiscal ou o recibo de compra e o apresente na hora de fazer a troca. Em caso de peças de vestuário, mantenha a etiqueta do produto.

 

Valor da troca

 

Ao efetuar a troca, deverá prevalecer o valor pago pelo produto, mesmo quando houver liquidações ou aumento do preço. Lembrando que, quando a troca é pelo mesmo produto (marca e modelo, mudando apenas o tamanho ou a cor), o fornecedor não pode exigir complemento de valor, nem o consumidor solicitar abatimento do preço, caso haja mudança entre o que foi pago e o valor no dia da troca.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Procuradoria entende que Lula já pode ir para o regime semiaberto

Casos de morte por dengue aumentam cinco vezes em relação ao ano passado em todo o país

Motorista mata homem após avançar sobre manifestantes do Movimento Sem Terra

“Taty Pólis manda, desmanda e ameaça”, diz presidente do sindicato dos servidores

PM é morto com tiro de fuzil na cabeça durante abordagem

Após dizer que Brasil é país ingovernável, Bolsonaro ataca parlamentares: “O grande problema é a classe política”