Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

TJ libera terceirização da Policlínica; custo anual pode chegar a R$ 34,8 milhões

Postado em: 31/01/2019

Compartilhe esta notícia:

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo derrubou a liminar concedida contra o processo de terceirização da Policlínica Municipal, concedida pela juíza Karina Jemengovac Perez, da Vara da Fazenda Pública de Sorocaba. Com essa decisão favorável, o prefeito José Crespo pode retomar o projeto de passar a gestão da unidade para uma Organização Social que conseguir se habilitar junto à Prefeitura, chamado pelo governo de Gestão Compartilhada, com previsão de pagamentos de até R$ 34,8 milhões por ano.

A Prefeitura de Sorocaba divulgou a decisão em seu site oficial. Esta é a terceira decisão favorável ao governo municipal desde dezembro, proferidas pela Justiça Estadual. As outras liberaram a terceirização de unidades de ensino e também o remanejamento de médicos que trabalham nas unidades pré-hospitalares para trabalhar em outros locais, como UBSs.

Na decisão desta quarta-feira, o presidente do TJ-SP, o desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, ao suspender a liminar proferida na primeira instância a pedido do Sindicato dos Médicos de Sorocaba e Região, afirmou que cabe ao chefe do Executivo a decisão de celebrar ou não contrato para o gerenciamento, operacionalização e execução de ações e serviços de saúde. “Ao ingressar no campo da discricionariedade, vulnera o princípio da separação de poderes, pilar do Estado Democrático de Direito”, afirmou o desembargador presidente do TJ-SP.

Segundo o desembargador, a decisão de optar ou não pelas organizações sociais para prestação de serviços de saúde compete à autoridade política democraticamente eleita para tanto. “Não se pode subtrair da autoridade eleita a estratégica decisão de buscar apoio ou não na iniciativa privada para prestação do serviço de saúde, desde que tal decisão seja justificada em termos de eficiência e não viole a legislação aplicável à hipótese”, decidiu.

O processo de terceirização da Policlínica teve início em setembro do ano passado e está envolto em polêmicas desde então. A previsão máxima de pagamentos mensal é de R$ 2,9 milhões e, segundo o edital, atualmente o gasto com pessoal médio mensal é de R$ 1,6 milhão, com 210 funcionários, incluindo os médicos.

Atualmente, são feitas 9.161 consultas médicas e, de acordo com o edital, a previsão inicial é de 9 mil consultas por mês (menor que o atual), evoluindo para, no período de um ano, dobrar o número. A média do ano seria de 13.500 consultas mensais. Quanto aos procedimentos médicos mensais, passaria dos 3,6 mil atuais para 5,5 mil.

Segundo a Prefeitura, poderá participar qualquer organização social que atue na área da saúde e consiga a habilitação junto ao poder público municipal.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

“How To Get Away With Murder” estreia quinta temporada com trama de foco dividido

Situação na Amazônia não está fora de controle, diz ministro da Defesa

Sorocaba recebe doses das vacinas Pentavalente e DTP; medicamentos estavam em falta na cidade

Uniten Sorocaba registra mais de 300 inscritos em cursos de capacitação gratuitos

PM salva lagarto encontrado com cabeça presa em lata de leite condensado

Exageros com álcool, sol e alimentação no verão ameaçam saúde