Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Três morrem em chacina em bar no Capão Redondo, zona sul de SP

Foto: Reprodução/TV Globo
Postado em: 27/01/2020

Compartilhe esta notícia:

Alfredo Henrique, Folhapress

 

Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas após criminosos atirarem contra frequentadores de um bar na região do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, por volta das 18h40 de domingo (26). Nenhum suspeito havia sido identificado até a publicação desta reportagem. 

 

Sobreviventes relataram à polícia que quatro homens, todos armados e usando capuz, desembarcaram de um Toyota Corolla e de um GM Meriva, ambos brancos, na porta do bar, que fica na rua Calil Jorge Calixto.

 

Os suspeitos, ainda segundo uma testemunha, entraram no comércio e começaram a atirar contra todos que estavam dentro do bar. Eduardo Sousa dos Santos, 44 anos, e Alessandro Santos Pedroso, 39, morreram no local, segundo a polícia. 

 

A testemunha ainda relatou que só conseguiu escapar, pois se escondeu no banheiro do bar no momento dos disparos. Outras quatro vítimas foram levadas ao hospital. João Ferreira de Moraes Neto, 48 anos, que era dono do bar, não resistiu aos ferimentos. 

 

Outras três vítimas, uma mulher de 32 anos e dois homens, de 37 e 40 anos, permaneciam internados na unidade de saúde até a publicação desta reportagem.

 

A secretaria municipal de Saúde, gestão Bruno Covas (PSDB), afirmou que os familiares das vítimas não autorizaram a divulgação de informações sobre o estado de saúde, mas a reportagem apurou que elas não correm risco de morte. 

 

Uma câmera de monitoramento da rua teria registrado a ação dos criminosos. As imagens já estão com a Polícia Civil e serão usadas na investigação. Após perícia, foi verificado que os suspeitos usaram espingarda calibre 12 mm no crime.

 

O caso foi registrado no 47º DP (Capão Redondo), mas as investigações serão feitas pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa). 

 

Homicídios crescem 45% no Capão Redondo em 2019 Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), o número de homicídios dolosos (quando há intenção) no Capão Redondo, região onde houve a chacina neste domingo, aumentou 45% em 2019 (subiu de 20 casos em 2018 para 29 no ano passado). 

 

Os dados vão na contramão da cidade e do estado, que registraram quedas nos homicídios de 5,2% e 6,4%, no mesmo período, respectivamente.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Traficante de 21 anos tenta fugir e resiste à prisão de GCM na Vila Zacarias

Dez palavras dos leitores e uma só história - veja a coluna semanal de Vanderlei Testa

Vídeo mostra caminhão desgovernado que invadiu residência sendo removido por guincho

Polícia descarta terceiros na morte de menino que teve pênis mutilado pela irmã

Homem usado como ‘mula’ é preso com drogas avaliadas em mais de R$ 30 mil

Lewandowski, do STF, autoriza Folha a entrevistar Lula na prisão