Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

SOROCABA SEM ÁGUA: Saae emite novo alerta e inclui 17 bairros em lista de desabastecimento

Postado em: 19/10/2019

Compartilhe esta notícia:

O Saae Sorocaba emitiu novo alerta na tarde deste sábado (19), de que mais regiões da cidade devem sofrer com a falta de abastecimento de água. Agora, alguns bairros das Zonas Norte, entre elas a região do Horto Florestal, e Oeste, como o Jardim Zulmira, podem sofrer com o desabastecimento.

Segundo o informe da autarquia, até às 16h30, podem sofrer interrupções no fornecimento de água os bairros Jardim Marcelo Augusto, Jardim Aeroporto, Altos do Trujilo, Vila Carol, Jardim Imperial, Vila Angelica, Jardim Siriema, Vila Nova Esperança, Jardim Brasilândia, Nova Sorocaba, Jardim Zulmira, Jardim  Humberto de Campos, Horto Florestal, Ipanema Ville, Golden Park, Recreio Sorocabano e Botucatu.

Mais cedo, a autarquia havia alertado que os bairros Aparecidinha, Ouro Branco, Topázio, Josane, Amato e Nikkey devem ter o abastecimento interrompido a partir do meio-dia. Já os bairros Vila Fiori e Vila Gomes, na Zona Norte, devem sofrer com a falta de abastecimento a partir das 13h.

De acordo com o Saae, o abastecimento em todas as regiões deve ser restabelecido na noite ou madrugada de domingo (20).

Como o IPA Online divulgou, o Saae afirmou estar no limite da capacidade de produção de água tratada para Sorocaba. De acordo com o diretor-geral da autarquia, Mauri Pongitor, o Saae produz 2,5 mil litros por segundo de água tratada.

O diretor disse que esse volume é suficiente para abastecer a cidade com tranquilidade em situações de consumo normal. Pongitor voltou a frisar que, nos últimos dias, o consumo de água aumentou, afetando especialmente as áreas mais altas. Bairros da cidade têm enfrentado problemas de abastecimento.

A situação das represas do Ferraz e Castelinho também é uma preocupação, segundo o diretor do Saae, principalmente por conta da falta de chuvas regulares. A autarquia declarou que a última chuva consistente ocorreu há três meses e o consumo só aumentou.

Nesta sexta-feira, o Saae fez alertas para possíveis problemas de abastecimento nas regiões do Cajuru, Iporanga Dois, Vila Haro e em catorze bairros atendidos pelos reservatórios Vila Barão e Terra Vermelha.

A situação das represas do Ferraz e Castelinho também é uma preocupação do diretor do Saae, principalmente por conta da falta de chuvas regulares. “Já são três meses desde a última chuva consistente. Em meados de julho tivemos uma chuva de 89 mm e mais nada. Só que o consumo, ou seja, a retirada de água bruta das represas, foi mantido e até aumentou por conta da demanda maior”, relatou Mauri, revelando preocupação.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Valdir Joaquim de Moraes, ídolo do Palmeiras, morre aos 88 anos

Agressões e falta de orientação dificultam atuação de agentes de saúde

Justiça decide soltar médico conhecido como doutor Bumbum

Após confirmação oficial, governo Bolsonaro felicita vitória da esquerda na Bolívia

Jaqueline transmite nesta sexta cargo de prefeito ao presidente da Câmara Fernando Dini

PF mira dono da Havan e outros aliados de Bolsonaro em ação contra fake news