Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba registra primeiro óbito suspeito do novo coronavírus

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 22/03/2020

Compartilhe esta notícia:

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), recebeu neste domingo (22) a notificação de óbito de um paciente suspeito do novo coronavírus. A confirmação de que a causa da morte foi pelo Covid19 se dará após exame do Instituto Adolfo Lutz. A vítima trata-se de um homem de 48 anos, transplantado renal. A cidade passou de 84 para 98 casos suspeitos de sábado (22) para domingo. Do total de suspeitos, nove encontram-se internados em hospitais e quatro aguardam internação e estão em UPHs do município.

A Secretaria da Saúde (SES) esclarece que os exames são realizados pelo órgão estadual Instituto Adolfo Lutz (IAL), responsável por descartar e confirmar casos de coronavírus de todo o Estado de São Paulo. Ou seja, a Prefeitura não possui gestão e nem governabilidade pela demora dos exames em suspeitos da doença. O órgão estadual não tem fornecido essa previsão de resultados aos municípios em razão da elevada demanda decorrente da epidemia que o Estado enfrenta.

Desde a última quinta-feira (19), conforme determinação da Secretaria Estadual da Saúde, somente serão solicitados exames do novo coronavírus para pacientes suspeitos internados graves ou críticos e profissionais da área de saúde que apresentem sintomas de síndrome gripal. O teste diagnóstico não deverá ser realizado em pessoas assintomáticas. Essas medidas buscam otimizar o bom uso desse recurso, cujos insumos estão restritos no mundo devido à situação pandêmica.

Neste momento são considerados como suspeitos todos os pacientes que apresentarem características de síndrome gripal. Ou seja, pessoa com febre e sintomas respiratórios, sendo que a febre pode não estar presente em alguns, como pacientes jovens e idosos, ou que esteja fazendo uso de medicamento antitérmico. A orientação é que procurem uma unidade de saúde somente pessoas que percebam o agravamento dos sintomas, como falta de ar. Em situações menos complexas, é recomendado o isolamento domiciliar por até 14 dias.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Governo avalia tributar mais prestadores de serviços que usam apps

Câmara quer liberar instalação de bloqueadores de ar nos hidrômetros

Vereador oficia MP sobre empresa para gerenciar ‘crises de imagem’ de Crespo

Saúde de Sorocaba confirma 30 casos de dengue: 16 locais e 14 importados

Operação prende dois homens e detém dois adolescentes por tráfico de drogas

Psicólogo Pedro Rondello fala sobre diferença entre psicopata e sociopata