Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba registra 900 casos de violência doméstica, divulga Conselho da Mulher

Postado em: 26/11/2018

Compartilhe esta notícia:

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Sorocaba realiza, até o dia 10 de dezembro, uma Campanha Permanente pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. A ação, realizada juntamente à Campanha Internacional promovida pela ONU Mulher, consiste em 16 dias de ativismo com o intuito de alertar a sociedade sobre o tema.

De acordo com a presidente do Conselho Municipal da Mulher, a advogada Emanuela Barros, em Sorocaba, foi criado um calendário de atividades, com panfletagens em terminais de ônibus e shoppings; audiência pública na Câmara Municipal; cine debate; entre outras. “Nosso objetivo é, nesses 16 dias, informar as mulheres sobre seus direitos, especialmente o de viver uma vida sem violência, e sobre a rede de apoio à mulher existente na cidade”, explica.

A abertura oficial ocorreu neste domingo (25) com o cine debate “No tempo das Borboletas”, no Céu das Artes do bairro Laranjeiras, na zona norte de Sorocaba. O filme conta a história das irmãs Mirabal, ativistas assassinadas em 25 de novembro de 1960, data que marca a luta das mulheres pelo fim da violência.

Dados da violência

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher alerta que qualquer pessoa pode ser vítima desse tipo violência que, além da agressão física, pode ser psicológica, sexual, patrimonial ou moral.

Somente em 2018, foram registrados mais de 900 casos de violência doméstica em Sorocaba na Delegacia da Mulher (DDM). Segundo a advogada, os números são ainda maiores, pois a Delegacia funciona apenas de segunda a sexta-feira, até às 18 horas.

“Nos fins de semana e no período da noite, quando na maioria das vezes acontecem os atos de violência doméstica, os boletins de ocorrência são registrados em outras delegacias e não estão nesse levantamento”, conta Emanuela.

16 dias de ativismo

Para a presidente do Conselho Municipal da Mulher o período da Campanha é bastante simbólica, pois inicia dia 25 de novembro – Dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres – e termina em 10 de dezembro, quando é comemorado o Dia Internacional dos Direitos Humanos. A Campanha é realizada em cerca de 160 países e, no Brasil, acontece desde 2003.

Confira a programação (sujeita a alterações):

30/11, horário a definir – Diálogo com a sociedade e Panfletagem no Shopping Cidade Sorocaba (aguardando autorização).

06/12, às 19h – Audiência Pública ” 16 Dias de Ativismo, pelo Fim da violência contra as mulheres”, Câmara Municipal de Sorocaba. Em parceria com as vereadoras Fernanda Garcia (PSol) e Iara Bernardi (PT).

07/12, horário a definir – Diálogo com a sociedade e Panfletagem no Shopping Pátio Cianê.

08/12, das 10h ao 12h – Diálogo com a sociedade e Panfletagem na região central de Sorocaba.

09/12, horário a definir – Caminhada de Conscientização – no Parque das Águas

10/12, das 16h às 18h – Diálogo com a sociedade e Panfletagem no Terminal Santo Antônio.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Parque Tecnológico terá palestra sobre educação financeira nesta quinta-feira

Incêndio em Notre-Dame está extinto, mas estado de vitrais e de órgão preocupa

Vereador que ajudou a cassar prefeito deixa PSDB para presidir o PP de Sorocaba

Advogado sequestrado fica 4h em poder de bandidos e é resgatado em porta-malas

Criminoso queria repetir sequestro do 174 e entrar para a história, dizem passageiros

Periferias de São Paulo têm bailes funk em meio a pandemia