Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba precisa de uma Cultura para chamar de sua - confira a coluna de José Simões

Postado em: 27/09/2020

Compartilhe esta notícia:

Por José Simões

 

A cidade de Sorocaba tem vivido, nestes últimos três anos, um revés atrás do outro no âmbito da promoção e implementação de políticas da culturais no município.  Os cidadãos, os artistas, e as artes da cidade estão literalmente abandonados artística e culturalmente por parte do poder público. Não adianta culpar somente a pandemia.

 

Um país ou uma cidade sem a Cultura forte jamais será, por exemplo, capaz de influenciar as decisões de Estado. Viverá sempre à reboque da decisão dos outros.  Cultura e identidade andam de braços dados. Sem a Cultura fortalecida a cidade torna-se sem “amor próprio” (como se dizia antigamente) e se esvai a noção de pertencimento.

 

A falta de visão dos políticos do município, em conjunto com o pensamento tacanho e de antanho, que entendem a cultura somente como “diversão”, tem resultado no atraso cultural da cidade e dos cidadãos. Ampliando, ainda mais na sociedade, a ideia da Cultura com um bem desnecessário e inútil.

 

Muitos em época eleitoral (e, também, fora dela) batem no peito e bradam: vamos levar a Cultura para o bairro!  Deus do céu. Pare. Já existe Cultura no Bairro. 

 

Quando se diz: Vou levar Cultura para Brigadeiro Tobias!!! Ou para Aparecidinha!!!! Ou para a Vila Hortência!!! O que ele quer dizer com isso? Irá levar o que? O interlocutor está dizendo que que estes lugares não têm cultura? Que aquela população não tem tradição? Que são uns pobres coitados? 

 

E a Cultura? Como se faz isso? Em grande parte, por meio de Política Pública Cultural. 

 

Quem estuda Cultura sabe o caminho das pedras. Mas aviso não existem milagres e nem acontece somente “com criatividade”, “boa vontade” e “parceria”. É preciso investimento e um plano de trabalho com objetivos e metas bem definidos. Trabalho sério.

 

A cidade de Sorocaba precisa urgentemente de um plano de governo dos senhores e senhoras candidatadas consistente para a Cultura. 

 

Necessita de um chefe do Executivo que tenha uma visão moderna e propositiva em relação aos investimentos em Cultura no município. Assim como empresários, associações, escolas e meios de comunicação precisam trabalhar fortemente para encampar a Cultura como um elemento central na transformação e formação da cidadania e do cidadão, para que não nos tornemos, metaforicamente, somente numa cidade dormitório.

 

José Simões é professor e crítico teatral

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Quatro estados e oito capitais têm 90% das UTIs para Covid-19 ocupadas

Unip abre inscrições para o Processo Seletivo 2019

Segundo dia de provas do Enem 2019 terá meia hora a menos

Os fotógrafos pioneiros de Sorocaba são de 1914

Estão abertas as inscrições para a Pré-Escola 2019 na Rede Municipal de Ensino

Maus-tratos: cães são resgatados de imóvel abandonado na Vila Jardini