Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba e região voltam à fase vermelha nesta sexta-feira

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 31/12/2020

Compartilhe esta notícia:

Fábio Pescarini, FOLHAPRESS


 O estado volta nesta sexta-feira (1º) à fase vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva para contenção do novo coronavírus.


Assim como no fim de semana passado, no Natal, nesta sexta, sábado (2) e domingo (3), lojas e shoppings centers não abrem. Bares e restaurantes só podem servir para entrega.
Os parques também ficarão fechados na cidade de São Paulo no feriadão prolongado, assim como no Natal e ao contrário dos fins de semanas anteriores.
Por causa do feriado prolongado, muitos serviços ficam fechados. Os bancos, por exemplo, não abrem nesta sexta (31).


Na segunda (4), o estado retorna à fase amarela, quando o comércio voltam a funcionar. Bares podem abrir até as 20h e os restaurantes até às 22h, mas só podem vender bebida alcoólica até as 20h.


O recuo à fase vermelha no feriado de Ano-Novo, segundo a gestão João Doria (PSDB), ocorre por causa do aumento no número de casos. Segundo dados divulgados na quarta-feira (30) pelo governo estadual, o acumulado em dezembro representa aumento de 68% em casos e 57% em óbitos em comparação aos 30 dias de novembro.


Segundo boletim divulgado no fim da manhã desta sexta, o estado de São Paulo encerra o ano com 1.462.297 casos e 46.717 óbitos por Covid-19. "Somente nas últimas 24 horas, foram registrados 10.219 casos e 240 novas mortes pela doença", diz a Secretaria Estadual da Saúde, em nota.


No fim de semana passado, 20 cidades se mantiveram na fase amarela, segundo o governo, que afirma ter notificado as prefeituras e levado o caso ao Ministério Público.
Na quarta, o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, expediu recomendação aos prefeitos para que sigam a determinação do governo. No texto, Sarrubbo menciona "o disposto no artigo 268 do Código Penal, que tipifica a conduta de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa".


Segundo o Ministério Público, Sarrubbo recomenda que prefeitos "promovam a adequação da legislação municipal e dos atos da administração, relativos às medidas restritivas voltadas à contenção pela Covid-19, à regulamentação mais restritiva editada pelo estado de São Paulo, sob pena das medidas judiciais cabíveis".


No texto da recomendação, também de acordo com o MP, o procurador-geral diz que prefeitos podem implementar medidas de isolamento e distanciamento social mais restritivas do que as adotadas pelo estado, mas não menos.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Instagram testa mudanças e é acusado de manipulação por filho de Bolsonaro

Ministério da Saúde confirma 3º caso de Coronavírus no Brasil

Clientes podem fazer portabilidade do consignado por aplicativo

Gilmar Mendes suspende ordem de prisão contra Queiroz e esposa

Justiça determina retorno do transporte coletivo em Sorocaba com 60% da frota em horário de pico

Câmara aprova decreto que ‘blinda’ Conselho de Educação de Sorocaba