Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba e região possuem quatro casos suspeitos de coronavírus; veja

Foto: saude.sp.gov.br
Postado em: 28/02/2020

Compartilhe esta notícia:

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo registrou nesta quinta-feira (27), 85 casos suspeitos do novo coronavírus (COVID-19). Quatro destes constam em Sorocaba e cidades da região. 

Parte dos pacientes voltou de viagem da Itália recentemente. 

Confira

Sorocaba


Em Sorocaba, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, há um caso suspeito. Trata-se de um morador da cidade, do sexo masculino de 24 anos, com história de viagem para a Itália nos últimos 14 dias. Ele apresentou febre acompanhada de sintomas respiratórios leves. O paciente foi atendido numa Unidade de Pronto Atendimento de Sorocaba, local onde foram respeitados todos os critérios de higiene/etiqueta respiratória. 

Ibiúna

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado, Ibiúna possui dois casos suspeitos. A redação do Ipa Online tenta mais informações sobre a situação. 

Itu 

A Secretaria Municipal de Saúde de Itu informou que, até o momento, há um único caso suspeito na cidade, registrado na noite do dia 26. A paciente, que chegou de viagem à Itália, apresenta sintomas leves, está em casa e vem sendo monitorada pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, que aguarda o resultado de exame enviado ao Instituto Adolfo Lutz.


São Roque

O Estado removeu a cidade de São Roque da lista de casos suspeitos. Durante a tarde desta última quinta-feira, a prefeitura realizou uma coletiva de imprensa com a diretora de saúde, Daniela Groke, e profissionais da Vigilância Epidemiológica e Santa Casa Municipal para falar a respeito do paciente investigado e providências que estão sendo tomadas pelo município.

O paciente e e sua família encontram-se em quarentena. De acordo com a família, o homem de 40 anos estava internado em São Paulo com sintomas amenos. A prefeitura aguarda o resultado do exame pelo Instituto Adolfo Lutz. 


Há ainda outros cinco casos em fase de investigação sobre o local de residência. 


Coronavírus


Do total de suspeitos em SP, a maioria tem histórico de viagem à Itália (55); os demais passaram por Espanha (2), Singapura (1), Portugal (1), Alemanha (6), França (4), China (2). Além desses, houve um que passou por diversos países da Ásia e outros 13 em fase de definição do país de provável infecção.

Além dos sintomas respiratórios, os pacientes têm histórico de viagem ou contato com caso suspeito.


O primeiro caso de COVID-19 foi confirmado na terça-feira (25), num residente da Capital que esteve na Itália em fevereiro. Retornou ao Brasil em 21 de fevereiro e apresentou sintomas suspeitos, como tosse, coriza e febre, compatíveis com a suspeita de COVID-19. Foi atendido no Hospital Israelita Albert Einstein, que fez o diagnóstico, confirmado com contraprova no Instituto Adolfo Lutz, laboratório de referência nacional para análise de amostras casos suspeitos, conforme definição do Ministério da Saúde. O homem está em isolamento domiciliar, estável.

Todas as ações e medidas adotadas em SP seguem protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Moro diz que seu lema é “fazer a coisa certa”

Câmara publica renúncia do deputado Jean Wyllys e convoca suplente

Preço do arroz pode subir ainda mais, diz associação de supermercados

Câmara abre comissão para investigar morte de gestante que teve cesárea negada

Prefeitura cadastra professores eventuais a partir de quinta-feira

Novo gerente regional da CDHU, Deda fala a vereadores sobre a política de habitação