Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sem equipamentos de proteção contra coronavírus, ônibus ameaçam parar de novo

Postado em: 31/03/2020

Compartilhe esta notícia:

 

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região ameaça paralisar novamente a circulação de ônibus ao justificar que não há equipamentos de proteção individual (EPI’s) para proteger os trabalhadores em transportes da contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). 

Com circulação reduzida, o transporte trabalha para atender a serviços essenciais como profissionais da área da saúde, segurança pública, coleta de lixo, funcionários de supermercados e farmácias e vigilantes bancários.


Conforme nota divulgada nesta terça-feira (31), "luvas e máscaras nunca foram fornecidas e, em algumas, até o álcool gel faltou, como ocorreu ontem no transporte urbano de Sorocaba".


"Diante dessa grave situação e em não tendo sucesso na negociação direta com as empresas, o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região está protocolando notificação nas empresas na manhã desta terça-feira, 31, para que elas forneçam os EPI’s em um prazo de 24 horas para salvaguardar a integridade física e a saúde dos trabalhadores nesta pandemia".


Caso os EPI’s não sejam fornecidos no prazo estipulado, os trabalhadores irão paralisar as atividades e não terá saída de veículos para atendimento à população,  completou o sindicato.


Em relação ao transporte urbano, o Sindicato dos Rodoviários também está protocolando comunicado sobre essa decisão no poder público das respectivas cidades.

Por meio de nota, a Urbes disse "ter tomado ciência, por meio da imprensa, das intenções do sindicato em forçar nova paralisação do transporte coletivo. A justificativa seria pelo possível não fornecimento de EPIs aos motoristas, informação esta não confirmada pelas empresas STU e Consor.  


A Urbes mantém sua postura, mediante a necessidade de que todas as tratativas e medidas necessária sejam adotadas, pelas empresas e sindicato, a fim de que o serviço de transporte coletivo seja preservado, bem como a manutenção do atendimento aos trabalhadores dos serviços essenciais, enquanto durar o período de quarentena".

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em despedida, presidente afirma que sentirá muita falta do ‘Fora, Temer’

Cooperativas de coleta seletiva retornam suas atividades na segunda-feira em Sorocaba

PM prende dupla e recupera mais de 20 quilos de fiação furtados em Sorocaba

“O Sétimo Guardião” e a volta do realismo fantástico ao horário nobre das novelas

Bebê com suspeita de coronavírus na região tem resultado divulgado

A Páscoa sem os festeiros do Divino nesta pandemia - veja a coluna semanal de Vanderlei Testa