Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Se reclassificação fosse hoje, apenas região de Sorocaba avançaria, diz secretária de Doria

Reprodução
Postado em: 27/07/2020

Compartilhe esta notícia:

IPA Online, com Jovem Pan News

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, afirmou que, mesmo de acordo com os novos indicadores do Plano São Paulo de retomada da economia, apenas a região de Sorocaba apresenta hoje números para passar de fase. "Se não me falha a memória, se a reclassificação fosse hoje, somente a região de Sorocaba talvez teria uma atualização de fase", disse ela durante a coletiva oficial do governo João Dória.

Sorocaba, segundo o status de indicadores do Governo do Estado, tem 71,6% e estaria na fase verde (hoje, o índice conta para a fase laranja). O único indicador da cidade que parmaneceria na fase laranja é o índice de variação de mortes, hoje em 1,29 (para a fase amarela, o número aceito é abaixo de 1,00). Porém, a cidade apresenta números positivos nos outros três indicadores: Leitos COVID / 100 mil hab (10,0, Fase Verde); Variação de Casos (0,98, Fase Verde); e Variação de Internações (0,94, Fase Amarela).

Pela média do Estado, a cidade estaria na Fase 3-Amarela. Na Fase Amarela, restaurantes, bares, salões de beleza e academias esportivas vão poder reabrir. Se a cidade, pelo menos, permanecer na fase amarela por quatro semanas, estabelecimentos culturais também vão poder abrir. 

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (27) a recalibragem nos critérios para mudanças de fase no Plano São Paulo. A principal mudança é na implementação de regras que geram maior estabilidade para a transição de fases, novas regras de capacidade hospital para redirecionar leitos ociosos no Estado e uma régua dos indicadora de internações e óbitos. Para evoluir ou regredir para alguma das cinco fases do Plano São Paulo, são levados em conta a ocupação dos leitos de UTI, a quantidade de leitos para Covid-19 em relação ao número de habitantes, a variação do número de casos, internações e óbitos.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, foi adicionada uma margem de 2,5 pontos percentuais nos critérios móveis e de 0,1 para os critérios absolutos — o indicador vale para cima ou para baixo em ambos casos. Quanto a taxa de ocupação dos leitos de UTI nos últimos 7 dias, na transição da fase Vermelha para Laranja o limite continua o mesmo. Das fases Laranja para Amarela agora a transição acontece com 75% em vez de 70%.

Da Amarela para Verde, o Centro de Contingência deve aprovar na próxima terça-feira (28) se mantem o limite como a fase Laranja ou se adiciona uma folga adicional de 5%. “Nenhuma região vai avançar para a Fase 4 – Verde se não alcançar menos de 40 internações a cada 100 mil habitantes e 5 óbitos também para 100 mil habitantes”, completou Patrícia. Uma nova atualização do Plano São Paulo está prevista para o dia 7 de agosto. Ela acrescentou que, se a reclassificação fosse hoje, provavelmente apenas a região de Sorocaba avançaria.

A fase Verde prevê que não tenha restrição de horários nos segmentos liberados — apenas relacionadas a capacidade e aglomerações. Atualmente, de acordo com a classificação divulgada na última sexta-feira (24), nenhuma das Diretorias Regionais de Saúde do Estado estão classificada como Verde — todas estão em Vermelho, Laranja ou Amarelo. Existe ainda a Fase 5 – Azul, que só deve ser alcançada após a disponibilização de uma vacina.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Criminosos roubam carga de celular avaliada em R$ 90 mil de loja da rede Casas Bahia

Vigilante é liberado após confessar ter matado travesti com golpes de canivete

Mulheres são detidas com 1 mil cartões clonados em agência bancária

Zona Azul em Votorantim volta a funcionar pela terceira vez depois de novo decreto do prefeito

GCM de Votorantim conta com três números de telefone para atendimento, todos 24h

Empresária de 44 anos é morta a facadas pelo marido; criminoso foi preso