Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Se reclassificação fosse hoje, apenas região de Sorocaba avançaria, diz secretária de Doria

Reprodução
Postado em: 27/07/2020

Compartilhe esta notícia:

IPA Online, com Jovem Pan News

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, afirmou que, mesmo de acordo com os novos indicadores do Plano São Paulo de retomada da economia, apenas a região de Sorocaba apresenta hoje números para passar de fase. "Se não me falha a memória, se a reclassificação fosse hoje, somente a região de Sorocaba talvez teria uma atualização de fase", disse ela durante a coletiva oficial do governo João Dória.

Sorocaba, segundo o status de indicadores do Governo do Estado, tem 71,6% e estaria na fase verde (hoje, o índice conta para a fase laranja). O único indicador da cidade que parmaneceria na fase laranja é o índice de variação de mortes, hoje em 1,29 (para a fase amarela, o número aceito é abaixo de 1,00). Porém, a cidade apresenta números positivos nos outros três indicadores: Leitos COVID / 100 mil hab (10,0, Fase Verde); Variação de Casos (0,98, Fase Verde); e Variação de Internações (0,94, Fase Amarela).

Pela média do Estado, a cidade estaria na Fase 3-Amarela. Na Fase Amarela, restaurantes, bares, salões de beleza e academias esportivas vão poder reabrir. Se a cidade, pelo menos, permanecer na fase amarela por quatro semanas, estabelecimentos culturais também vão poder abrir. 

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (27) a recalibragem nos critérios para mudanças de fase no Plano São Paulo. A principal mudança é na implementação de regras que geram maior estabilidade para a transição de fases, novas regras de capacidade hospital para redirecionar leitos ociosos no Estado e uma régua dos indicadora de internações e óbitos. Para evoluir ou regredir para alguma das cinco fases do Plano São Paulo, são levados em conta a ocupação dos leitos de UTI, a quantidade de leitos para Covid-19 em relação ao número de habitantes, a variação do número de casos, internações e óbitos.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, foi adicionada uma margem de 2,5 pontos percentuais nos critérios móveis e de 0,1 para os critérios absolutos — o indicador vale para cima ou para baixo em ambos casos. Quanto a taxa de ocupação dos leitos de UTI nos últimos 7 dias, na transição da fase Vermelha para Laranja o limite continua o mesmo. Das fases Laranja para Amarela agora a transição acontece com 75% em vez de 70%.

Da Amarela para Verde, o Centro de Contingência deve aprovar na próxima terça-feira (28) se mantem o limite como a fase Laranja ou se adiciona uma folga adicional de 5%. “Nenhuma região vai avançar para a Fase 4 – Verde se não alcançar menos de 40 internações a cada 100 mil habitantes e 5 óbitos também para 100 mil habitantes”, completou Patrícia. Uma nova atualização do Plano São Paulo está prevista para o dia 7 de agosto. Ela acrescentou que, se a reclassificação fosse hoje, provavelmente apenas a região de Sorocaba avançaria.

A fase Verde prevê que não tenha restrição de horários nos segmentos liberados — apenas relacionadas a capacidade e aglomerações. Atualmente, de acordo com a classificação divulgada na última sexta-feira (24), nenhuma das Diretorias Regionais de Saúde do Estado estão classificada como Verde — todas estão em Vermelho, Laranja ou Amarelo. Existe ainda a Fase 5 – Azul, que só deve ser alcançada após a disponibilização de uma vacina.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Dani Alves reprova agressão e diz que Neymar precisa se controlar

‘Queremos voltar às aulas presenciais’, diz Bolsonaro sobre conversa com Milton Ribeiro

Homem morre atropelado após cair nos trilhos da CPTM na estação Barra Funda, em São Paulo

Prefeitura confirma "denúncia" de Manga e diz que estrutura de Hospital de Campanha será transferida da Policlínica e UBSs

Idoso sequestrado e torturado durante roubo foi morto com arma que tinha em casa

Corpo de Gabriel Diniz é liberado pelo IML e segue para João Pessoa