Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Saae diz alcançar nota acima de 8 em pesquisa de satisfação

Foto: divulgação/Saae
Postado em: 08/04/2020

Compartilhe esta notícia:

Pesquisa encomendada pela agência reguladora que fiscaliza o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba entrevistou no último mês de fevereiro 590 homens e mulheres chefes de família e responsáveis por estabelecimentos comerciais para avaliar o nível de satisfação da população em relação aos serviços prestados pela autarquia. No cômputo geral, considerando os dezessete quesitos apresentados, a nota média foi 8,3.

 

O trabalho desenvolvido pela empresa Interativa Pesquisas – www.interativapesquisas.com.br –, a pedido da Agência Reguladora ARES PCJ, dividiu Sorocaba em quatro setores, abrangendo as zonas Norte, Sul, Leste e Oeste, e empregou a metodologia de entrevista pessoal individual.

 

“O resultado da pesquisa reflete o trabalho realizado na prática pelo Saae, uma autarquia que presta seus serviços à nossa população já ha quase 55 anos, trabalhando 24 horas por dia para nos oferecer um serviço essencial e de relevância absoluta, pois saneamento de qualidade é sinônimo de desenvolvimento e principalmente de saúde”, destaca a prefeita Jaqueline Coutinho.

 

Por sua vez, o diretor-geral da autarquia, engenheiro Mauri Gião Pongitor, lembra que “as notas alcançadas são um reconhecimento e um prêmio justo a cada um dos nossos 1.300 servidores, que não medem esforços para oferecer serviços que precisam ser ininterruptos e de qualidade, atendendo expectativas diversas dos sorocabanos”.

 

Sempre considerando 10 como a nota máxima, o Saae/Sorocaba alcançou as seguintes médias em cada uma das perguntas apresentadas: satisfação com o atendimento presencial na sede (8,46); satisfação com o atendimento telefônico (8,06); satisfação com a ouvidoria da água (8,12); satisfação com a ouvidoria do esgoto (8,20); satisfação com a coleta de esgoto (8,29); satisfação com o tratamento de esgoto (8,32); satisfação com o entendimento da conta (8,23); satisfação com a leitura e entrega correta (9,28); satisfação com o preço da água e esgoto (6,93); satisfação com a pressão da água (8,80); satisfação com a qualidade da água (8,45); satisfação com a regularidade do fornecimento (8,69); satisfação com a resolução imediata dos problemas (8.19); satisfação com o gosto da água (8,450; satisfação com o cheiro da água (8,49); satisfação com a cor da água (8,41); satisfação geral (7,73).

 

Uma das dezessete perguntas feitas aos entrevistados foi “De uma forma geral, qual é a sua satisfação com os serviços prestados pela empresa Saae? Atribua uma nota de 0 a 10, considerando que 10 significa que está totalmente satisfeito e 0 que não está nada satisfeito”, e de acordo com os números computados, 92,6% deram notas de 6 a 10 e 7,4% atribuíram notas de 0 a 5 à autarquia, enquanto que a nota média foi de 7,7.

 

Água na alimentação: 97,8%

 

O trabalho desenvolvido pela Interativa Pesquisas foi completado com outros três questionamentos, relacionados especificamente ao uso da água no dia a dia da população.

 

No primeiro deles, os munícipes foram perguntados se bebem água diretamente da torneira e 37,1% responderam que sim e 62,9% que não. Em seguida, a pergunta foi “Você bebe água da torneira após ser filtrada” e 75,9% responderam que sim e 24,1% que não.

 

Encerrando a pesquisa, os entrevistados foram perguntados se utilizam água da torneira para preparar alimentos e 97,8% responderam que sim e 2,25 que não.

 

“Esse é um resultado que consideramos bastante interessante e significativo, pois reflete o nível de confiabilidade da população na água que captamos, aduzimos, tratamos, reservamos e distribuímos. Reconhecimentos como esse nos incentivam e nos impulsionam a continuarmos trabalhando, nos dedicando e investindo cada vez mais nos serviços que prestamos à cidade”, enfatiza Mauri Pongitor.

 

ARES PCJ

 

De acordo com a Lei Federal nº 11.445, de 05 de janeiro de 2007, que versa sobre a Política Nacional de Saneamento Básico, os municípios respondem pelo planejamento, regulação e fiscalização dos serviços de saneamento básico, sendo que estas são atividades distintas e devem ser exercidas de forma autônoma, por quem não acumula a função de prestador desses serviços, sendo necessária a criação de órgão distinto, no âmbito da administração direta ou indireta.

 

Desta forma, atendendo à legislação, em 2017 o Município de Sorocaba celebrou convênio com a ARES PCJ, que desde então é o órgão responsável por regular e fiscalizar os serviços prestados pelo Saae/Sorocaba, de forma autônoma e independente.

 

Esse trabalho, explica o diretor-geral da ARES PCJ, Dalto Favero Brochi, “vem ocorrendo com base em normas e indicadores que têm como objetivo garantir a excelência dos serviços prestados, de forma a contribuir para o equilíbrio nas relações entre usuários, prestadores de serviços e poder público”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Três morrem em colisão entre ônibus e caminhão; seis ficam em estado grave

Detran começará a investigar ‘recebedores de pontos’ na CNH

Homem é preso após agredir esposa com garrafa de vidro em Pilar do Sul

Acidente com dois veículos deixa três feridos na Sorocaba-Porto Feliz nesta tarde

PGR envia ao Congresso parecer contra adiamento das eleições municipais

Ação de combate ao HIV e sífilis realiza mais de 500 testes rápidos