Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Saae decide manter rodízio de água nas regiões do Éden, Cajuru e Aparecidinha

Agência Sorocaba
Postado em: 22/10/2020

Compartilhe esta notícia:

Diretores, engenheiros e técnicos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba estiveram reunidos no final da tarde desta quinta-feira (22), na sede administrativa da autarquia, localizada no Jardim Santa Rosália, para a avaliação do quinto ciclo do rodízio no abastecimento implantado nas regiões dos bairros do Éden/Zona Industrial, Aparecidinha e Cajuru, e diante dos dados e informações analisados decidiram pela manutenção do sistema por mais uma semana, visto que o quadro pouco mudou.

A continuidade se dará nos mesmos moldes dos últimos sete dias, com todos os bairros envolvidos sendo abastecidos das 6h às 18h, enquanto que das 18h às 6h ocorre a interrupção na distribuição de água, para que o sistema das represas Castelinho/Ferraz, que abastece essa região, continue sendo preservado e não ocorra o esgotamento e a consequente falta de água generalizada.

A decisão pela manutenção do rodízio por mais um ciclo de sete dias ocorreu com base em alguns parâmetros estudados, tais como os níveis das represas, o comportamento de consumo da população e as previsões de temperaturas e principalmente de chuvas, que não estão sendo concretizadas, visto que nas precipitações ocorridas nos últimos dias, o volume medido na região do Éden, Cajuru e Aparecidinha foi de apenas 1,4 milímetro.

Conforme os dados analisados na reunião desta quinta-feira, o sistema Castelinho/Ferraz continua com os mesmos 20% de sua capacidade total. Porém, se por um lado não houve recuperação, a autarquia conseguiu manter os níveis, por meio da manutenção da média entre 50% e 70% de diminuição no volume de água captado nas duas represas.

No quinto ciclo do rodízio a economia no uso da água por parte da população foi de 15%, um ponto percentual abaixo do verificado na semana anterior, como reflexo do fato da região do Cajuru ter passado a receber água durante o dia. No primeiro ciclo essa economia foi de 25%, nos dois seguintes de 15% e no quarto ciclo 16%.

Quanto às demais represas que abastecem Sorocaba, Ipaneminha está com 75% de sua capacidade total e Itupararanga com 54%. Na próxima semana uma nova reunião de avaliação será realizada, quando os números apesentados no sexto ciclo serão analisados.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Isolamento social no Brasil reduziu transmissão do coronavírus pela metade, diz estudo

Vigilância Sanitária interdita duas casas de tratamento para dependentes químicos

Movimento "usa pretos como massa de manobra", diz presidente da Fundação Palmares

Senador Chico Rodrigues pede afastamento do Conselho de Ética

Operação "Pancadão": em 4 dias, dona de casa de eventos é detida 2 vezes por desobediência 

Polícia Civil prende em flagrante quatro por tráfico de drogas no Itapemirim