Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Retrospectiva: 2019 - veja a coluna semanal de José Simões

Foto: Divulgação
Postado em: 31/12/2019

Compartilhe esta notícia:

Por José Simões

 

O ano de 2019 não foi nada bom para a área da Cultura da cidade de Sorocaba, principalmente no âmbito das políticas públicas.

 

Ao longo do ano, mais de cinco secretários assumiram a pasta da Cultura, num vai e vem desnorteante. Continuidade? Impossível!

 

A Linc, que deveria ser uma das ações responsáveis pelo incentivo à cultura do município, trouxe somente discórdia. Reprovou mais de 60 projetos porque não apresentaram, no ato da inscrição, a declaração de um contador. Estarrecedora tamanha a burocracia e falta de conexão com o objeto do próprio edital – a arte e a cultura.

 

Para encerrar o ano, corte no orçamento da Secretaria da Cultura para 2020. Assim como suspendeu o Carnaval de Rua da cidade sem conversar com as agremiações e informou que o teatro municipal será fechado para reforma, sem, contudo, apresentar o orçamento detalhado das ações a serem realizadas no teatro e a fonte da receita para atingir as metas propostas. Triste fim de ano. Péssimo agouro para o ano vindouro para as artes da cena.

 

Os grupos, porém, os coletivos e os artistas do teatro da cidade seguiram produzindo e dentre os quais destaco: o Teatro Escola Mário Pérsico, que esteve com as portas abertas todos os finais de semana com peças; o curso técnico de teatro do Senac, sob a direção de Hamilton Sbrana; a programação do Sesc; a realização do I e II Festão, o Festival Regional de Teatro; a abertura da sede  companhia Sevastra de teatro e a manutenção das sedes das companhias de teatro Trupé e Nativos Terra Rasgada.

 

Destaco, também, na cena sorocabana os espetáculos: Valsa Número 6, com Gui Miralha (direção de Angela Barros), Gavetas do Corpos (Cia Camarim) e Estação Paraíso (Grupo Khatarsis), que  juntos com toda a programação realizada no ano de 2019, fizeram o teatro sorocabano vicejar.

 

Viva o teatro!

 

Que venha 2020!

 

José Simões é professor e crítico teatral

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jaqueline descarta candidatura para prefeita e insinua concorrer ao Legislativo

Mulher que acusa Neymar não citou camisinha em 1º depoimento

Natal altera rotina dos serviços públicos da Prefeitura de Sorocaba

Vídeo: carro de autoescola pega fogo em avenida da Zona Oeste

Caso de ameaças de morte em escola do Sesi de Sorocaba está na Justiça, diz delegada

Escolas de Samba de Sorocaba se apresentarão em vários pontos da cidade