Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Região do Wanel Ville recebe força-tarefa em combate aos escorpiões na 2ª feira

Postado em: 05/01/2019

Compartilhe esta notícia:

A força-tarefa em combate aos escorpiões, realizada pela Prefeitura de Sorocaba, atuará a partir de segunda-feira (7) nos bairros Wanel Ville 4 e 5. De acordo com a Divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde (SES), os locais estão sendo escolhidos de acordo com o maior número de relatos de aparecimento de escorpiões em parceria com a Central de Atendimento da Ouvidoria Geral do Município.

Para que as ações sejam completas, a Secretaria da Saúde (SES), por meio da Divisão de Zoonoses, conta com o apoio das secretarias de Conservação, Serviços Públicos e Obras (Serpo) na retirada de entulhos em área pública, Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema) para roçagem de mato alto, e Comunicação e Eventos (Secom) para divulgação de orientações na imprensa e redes sociais. Além do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) para limpeza de bocas de lobos.

As ações da Divisão de Zoonoses na prevenção e controle de escorpiões ocorrem por meio de solicitações recebidas pela Central de Atendimento e por encaminhamento de casos de picadas de escorpião por parte da Vigilância Epidemiológica, em cumprimento ao Manual de Controle de Escorpiões do Ministério da Saúde.

É necessário controlar a população de escorpiões pelo risco de acidentes, uma vez que a erradicação destas espécies não é possível e nem viável, de acordo com o Ministério da Saúde. Algumas espécies estão bem-adaptadas aos ambientes alterados pelo homem e possuem alta capacidade de infestação e proliferação, por isso, medidas devem ser adotadas para evitar a sua proliferação.

O trabalho da Zoonoses consiste em identificar as espécies de escorpião prevalentes no município, conscientizar a população sobre formas de prevenir acidentes e como evitar a proliferação destes animais.

“Durante a vistoria, os agentes buscam exemplares de escorpiões para coleta, identificam ambientes e situações propícias à presença e proliferação destes animais. As equipes também conscientizam a população sobre as formas de se evitar a presença e proliferação dos escorpiões, e orientam os cidadãos a evitar acidentes”, explica a veterinária e chefe da Divisão da Zoonoses, Thais Buti.

Moradores com irregularidades nos seus imóveis são notificados a se adequarem para evitar a proliferação de animais sinantrópicos e peçonhentos. Caso não cumpram as notificações, podem ser autuados.

A Divisão de Zoonoses não aplica veneno contra escorpiões, em atenção às diretrizes do Ministério da Saúde. O hábito do escorpião de se abrigar em frestas de parede, embaixo de materiais, em fendas e rachaduras, aliado a sua capacidade de permanecer meses sem se movimentar, torna o tratamento químico ineficaz. Inclusive, ele possui a capacidade de permanecer com seus estigmas pulmonares fechados por um longo período, assim ele se esconde para não ter contato com o veneno.

A aplicação de produtos químicos e venenos não são indicados por causarem desalojamento dos escorpiões para locais não expostos à ação desses produtos, aumentando o risco de acidentes.

Em caso de acidente, a vítima deve procurar imediatamente uma unidade de saúde. Ele somente será encaminhado ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) após a avaliação do médico, caso seja necessária aplicação do soro antiescorpiônico.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Saúde contabiliza 1.013 casos de dengue em Sorocaba; 4 são do tipo mais agressivo do vírus

Supermercados esperam aumento de vendas no carnaval

PM prende grupo suspeito de ‘Tribunal do Crime’ que mantinha homem em cárcere privado

Preço da gasolina sobe pela 4ª semana e acumula alta de 3,5% em um mês

Fãs usam fantasias e chegam a viajar mais de 1.600 km para dar adeus a Gugu em velório

Começam hoje as inscrições para a 2ª fase do Programa Mais Médicos