Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Rede Municipal de Sorocaba piora na avaliação do Ideb nos anos iniciais

Arquivo
Postado em: 15/09/2020

Compartilhe esta notícia:

Os últimos dois anos foram negativos para a educação em Sorocaba. A cidade não avançou no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), sendo que nos anos iniciais do ensino fundamental —do 1º ao 5º ano — a rede municipal teve nota inferior à obtida em 2017. Os resultados foram divulgados hoje (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com os dados divulgados hoje, a rede municipal de educação teve nota 6,6 em 2019, contra os 6,7 de 2017. A cidade se manteve acima da meta nacional, estipulada em 6,6, graças ao desempenho das escolas estaduais nos anos iniciais, de 1ª à 5ª série, com nota 7,0. O desempenho da rede estadual foi 0,2 ponto maior que o de 2017.

Já nos anos finais do ensino fundamental, 8ª e 9ª série, Sorocaba ainda não atinge a meta nacional do Ideb, de 6 pontos. A rede estadual da cidade tem nota 5,5, melhor desempenho do que 2017, quando somou 5,1. A rede municipal tem média 5,7, ainda abaixo da meta projetada de 6,6.

Quando somadas as escolas municipais e estaduais para os anos finais do ensino fundamental, a cidade tem média inferior no Ideb com relação à meta projetada. A nota de Sorocaba em 2019 foi de 5,5, meio ponto abaixo da meta para o mesmo ano, de 6,0. A cidade evoluiu com relação a 2017, quando somou 5,2 pontos.

Já nos anos iniciais do ensino fundamental, a cidade permaneceu estacionada no mesmo índice de 2017, com 6,7, 0,1 ponto acima da meta estipulada.

O Brasil avançou no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em todas etapas de ensino, mas apenas nos anos iniciais do ensino fundamental —do 1º ao 5º ano — cumpriu a meta de qualidade nacional estabelecida para 2019.

Medido a cada dois anos, o Ideb é o principal indicador de qualidade da educação brasileira. O índice registrado nos anos iniciais do ensino fundamental no país passou de 5.8 em 2017 para 5.9, em 2019, superando a meta nacional de 5.7 considerando tanto as escolas públicas quanto as particulares.

Nos anos finais do ensino fundamental , do 6º ao 9º ano, avançou de 4.7 para 4.9. No entanto, ficou abaixo da meta de 5.2 fixada para a etapa. No ensino médio, passou de 3.8 para 4.2, ficando também abaixo da meta, que era 5.

O Ideb é calculado com base em dados de aprovação nas escolas e de desempenho dos estudantes no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

O Saeb avalia os conhecimentos dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O índice final varia de 0 a 10.

O índice tem metas diferentes para cada ano de divulgação e também metas específicas nacionais, por unidade da federação, por rede de ensino e por escola.

A intenção é que cada instância melhore os índices para que o Brasil atinja o patamar educacional da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Funcionários do zoológico retiram lacre plástico do bico de garça no Campolim

Site do PSDB é hackeado e mostra foto de Lula e Dilma

Agressor confesso de Bolsonaro é transferido pela PF para presídio federal

Brasileiro cria ventilador pulmonar usando pneu e limpador de para-brisa

Associação Cerveja Livre participa da 6ª edição do Circuito Senac de Bebidas em Sorocaba

Artistas de Sorocaba receberão auxílio emergencial pelo governo de São Paulo