Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Quatro cães do Abrigo Municipal ganham um lar já nos primeiros dias deste ano

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 14/01/2021

Compartilhe esta notícia:

Quatro cães que viviam temporariamente no Abrigo Municipal, espaço administrado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Sema), foram adotados nos primeiros dias de 2021. O fato é sempre muito comemorado pela equipe da Seção de Proteção e Bem-Estar Animal da Sema. O espaço atua especialmente com animais vítimas de maus-tratos e, por isso, precisa sempre encontrar novos tutores que garantam um lar seguro, com cuidado e amor.

 

“Convidamos a todos que desejam ter um animal de estimação, que conheçam a nossa unidade. Estamos, no momento, com 74 animais no abrigo, sob os nossos cuidados, sendo 46 cães e 28 gatos. A maioria está para adoção, exceto alguns que ainda estão em tratamento e posteriormente também estarão aptos para adoção”, destaca o secretário da Sema, Dr. Antonio Prieto. Todos os bichinhos da unidade são vacinados, vermifugados e castrados.

 

Importante destacar que adotar um cão ou um gato é assumir uma responsabilidade e jamais pode ser uma ação por impulso. “Os tutores precisam garantir o cuidado desses animaizinhos por toda a vida. Essa é a chamada guarda responsável, que tanto destacamos em nossas ações e diariamente, aqui, em nosso Abrigo Municipal”, explica a chefe de Seção de Proteção e Bem-Estar Animal, Patrícia Aparecida Freitas.

 

O primeiro ponto a se considerar é a dedicação. Um cão, por exemplo, pode viver mais de 15 anos, ou seja, ele vai precisar da dedicação do seu tutor por muito tempo. Ele é um ser vivo que sente saudades, dor, fome, sede, frio, tristeza, enfim, tem necessidades que precisam ser supridas, como receber carinho, atenção, além da necessidade de brincar e passear.

 

Outros cuidados frequentes, além disso, garantem o bem-estar do animal. Não basta oferecer comida e água fresca; os bichinhos devem tomar banho periodicamente; ter um local limpo, seco e protegido do vento, da chuva e do sol para se abrigarem; e serem levados ao médico veterinário regularmente para aplicação de vacinas e realização de exames, por exemplo.


Novos lares

 

Um dos animais que ganhou um lar nesta semana foi o “Fião”, um cão macho, resgatado pela Sema. O técnico de TI, Rubens Ferreira e a psicóloga Júlia Girnos, moradores da Vila Domingues, em Votorantim, visitaram a unidade na segunda-feira (11), por indicação de um médico veterinário que trabalha no local, e adotaram o cachorro.


“Fião” agora é chamado por sua nova família de “Zé Barbinha”. O casal também tem uma gata chamada Polenta, que igualmente foi resgatada. “Para todos os que buscam um cão de companhia, indicamos a adoção, principalmente de cães já adultos, que darão muito amor e alegria”, destaca Rubens.

 

Adote um Amigo

 

Há outros animais disponíveis para adoção. Para visitar a unidade e conhecê-los, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), basta entrar em contato de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 16h, pelo telefone (15) 3202.8006, para agendar o horário da visita. O Abrigo Municipal está localizado na Rua Rosa Maria de Oliveira, 345, ao lado do Instituto Humberto de Campos, no Jardim Zulmira.

 

Os interessados em adotar um cão ou gato podem também acessar a página “Adote um Amigo”, no site da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade e conhecer alguns dos animais que vivem no Abrigo Municipal. O link é: http://meioambiente.sorocaba.sp.gov.br/bemestaranimal/adote-um-amigo/.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em cúpula dominada por pandemia, Bolsonaro fala em ‘salvar vidas e proteger economias’

Eleitor pode usar e-título para votar, mas não poderá baixar aplicativo hoje

Polícia investiga causas de incêndio em casa; homem morreu e mulher ficou ferida

Ao responder sobre Coronavac, Bolsonaro afirma que ganhou de Doria

Oportunidades em Imóveis, Veículos e outros com Desconto! Saiba mais

Número de casos de Covid-19 é sete vezes maior, estima primeiro grande estudo no Brasil